Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

TCE erra e atribui a vereadores da Praia Grande custo de R$ 4,1 milhões cada


postado em 09/05/2019 14:18

Um levantamento Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP) apontou de maneira equivocada que os vereadores da Praia Grande, cidade do litoral sul paulista, são os mais caros de todos os municípios paulistas. Com população de 319 mil habitantes, a cidade tem 19 vereadores em sua Câmara.

Um mapeamento do TCE, divulgado nesta quarta-feira, 8, apontava que a Casa tinha oito vereadores, que custariam, em média, R$ 4,1 milhões. No entanto, o número correto é 19 vereadores. O erro da Corte de Contas inflou o gasto com cada vereador de Praia Grande.

O erro do TCE provocou forte indignação na Câmara da cidade. Os dados estavam disponíveis no "Mapa das Câmaras", plataforma virtual divulgada pelo Tribunal de Contas do Estado de São Paulo. O estudo abrange os custos de funcionamento, a quantidade de funcionários e vereadores, em cada uma das 644 Câmaras Municipais. Os dados são de 2018 e podem ser comparados por meio da ferramenta da Corte.

Defesa

O presidente do TCE, Antonio Roque Citadini, admitiu ter havido erro nas informações divulgadas nesta quarta-feira, 8. Ele atribuiu a falha a "um problema da informática". Citadini mandou sua assessoria ajustar os dados, inserindo as informações corretas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade