Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Carlos Bolsonaro volta à Câmara do Rio em meio a crise no governo

Filho do presidente evitou a imprensa no primeiro dia de trabalho no retorno da Casa


postado em 15/02/2019 15:37 / atualizado em 15/02/2019 15:58

(foto: DIDA SAMPAIO/ESTADAO CONTEUDO)
(foto: DIDA SAMPAIO/ESTADAO CONTEUDO)

Pivô de uma crise no governo, aberta por uma briga sua com o secretário-geral da Presidência, Gustavo Bebianno, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC), um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro, retomou nesta sexta-feira, seus trabalhos na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. A Casa só voltou nesta sexta do recesso parlamentar.

Carlos foi ao plenário para acompanhar as primeiras votações do ano. Compartilhou em suas redes sociais a foto de um requerimento de outro vereador para homenagear o vice-presidente, Hamilton Mourão, na Câmara Municipal.

Carlos apoiou a proposta. "Assinando pedido de colega para oferecer a Medalha Pedro Ernesto para o general Mourão", escreveu.

Mourão tem demarcado diferenças em relação ao presidente Bolsonaro, em entrevistas diárias. Carlos já insinuou no Twitter que o vice gostaria de substituir seu pai na Presidência.

A homenagem foi proposta pelo vereador Jimmy Pereira, do PRTB, partido de Mourão. Carlos não quis falar com a imprensa ao chegar à Câmara.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade