Publicidade

Estado de Minas

Moro anuncia secretário de Políticas Sobre Drogas e presidente do Coaf


postado em 30/11/2018 14:53 / atualizado em 30/11/2018 15:12

(foto: Câmara dos Deputados/Divulgação)
(foto: Câmara dos Deputados/Divulgação)
O ex-juiz Sérgio Moro, que a partir de janeiro assumirá o Ministério da Justiça, anunciou na tarde desta sexta-feira (30) mais dois nomes que vão participar de cargos chaves na pasta.

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) será comandado pelo auditor da Receita Federal Roberto Leonel e a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) será comandada pelo procurador da Fazenda Luiz Roberto Beggiora.

O Coaf, órgão responsável pela investigação de movimentações financeiras, é atualmente vinculado ao Ministério da Fazenda, mas no governo de Jair Bolsonaro passará a ser parte da estrutura do Ministério da Justiça.

Já a Senad, órgão que tem função de assessorar o ministro da Justiça no combate ao tráfico de drogas, continuará sob a influência da pasta, mas parte da secretarias, que cuida do tratamento de dependentes químicos, ficará sob o comando do Ministério da Cidadania.

Time da Lava-Jato 

Até agora, Moro já anunciou seis nomes para órgãos e secretarias ligadas ao Ministério da Justiça. O superintendente da Polícia Federal do Paraná, Mauricio Valeixo, assumirá a diretoria-geral da PF. O ex-delegado Rosalvo Franco, outro nome forte da operação Lava-Jato, assumirá a Secretaria de Operações Policiais Integradas. A delegada da PF Érika Marena ficará à frente do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Internacional. E o também delegado Fabiano Bordignon assume o Departamento Penitenciário Nacional.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade