Publicidade

Estado de Minas

Diplomata de carreira será ministro de Relações Exteriores

Pelo Twitter, o presidente eleito afirmou que a política externa ''deve ser parte do momento de regeneração que o Brasil vive''


postado em 14/11/2018 16:53 / atualizado em 14/11/2018 17:30

(foto: Agência Brasil/Reprodução)
(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Em um dia conturbado nas relações internacionais do Brasil, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) anunciou que o embaixador Ernesto Araújo ocupará o cargo de ministro de Relações Exteriores durante seu governo. 

Pelo Twitter, o militar reformado afirmou que Araújo é “um brilhante intelectual” e que “a política externa brasileira deve ser parte do momento de regeneração que o Brasil vive”.

Sete ministros já foram anunciados por Bolsonaro. São eles: Paulo Guedes, para o superministério de Economia, Onyx Lorenzoni, na Casa Civil, Sérgio Moro, para o superministério de Justiça e Segurança Pública, Augusto Helena, para Segurança Institucional, Fernando Azevedo e Silva, para a Defesa, o astronauta Marcos Pontes para Ciência e Tecnologia e Tereza Cristina para a Agricultura. 

Em entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira, Bolsonaro disse que o restante deve ser anunciado até 30 de novembro. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade