Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Reguffe se posiciona contrário à votação de projeto que altera Lei da Ficha Limpa


postado em 13/11/2018 15:28

O senador Reguffe (sem partido-DF) se posicionou contra a votação da proposta que altera a inelegibilidade dos políticos condenados pela Lei da Ficha Limpa antes de 2010, quando ela foi criada.

Como informou nesta terça-feira, 13, a Coluna do Estadão, o projeto foi incluído na pauta de votação de hoje sem alarde. Em uma breve fala no plenário do Senado, Reguffe afirmou que a lei da Ficha Limpa é uma conquista da sociedade brasileira. "Ela não pode sofrer retrocessos assim", disse.

Senadores procurados pela reportagem afirmaram que a proposta tem chances de ser aprovada. O texto estabelece que, para os crimes cometidos antes da criação da lei, a pena seja aplicada de acordo com a legislação vigente na época do delito. Hoje, quem é condenado fica sem direito a concorrer a cargo eletivo por 8 anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade