Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Partidos de oposição excluem PT e articulam frente conjunta para atuar na Câmara


postado em 31/10/2018 14:53

Os líderes do PCdoB, PDT e PSB voltaram a se reunir nesta quarta-feira, 31, para dar continuidade às tratativas para a articulação de uma frente de oposição sem a participação do PT.

O líder do PDT, deputado André Figueiredo (CE), afirmou que o bloco terá uma ação independente em relação aos petistas, mas deixou claro que a sigla poderá compor quando a pauta convergir com o interesse dos partidos.

"Seremos todos oposição, mas a nossa maneira pode se diferenciar em alguns momentos. (...) Não queremos hegemonismo de nenhuma parte", disse.

O líder do PCdoB, deputado Orlando Silva (SP), classificou o PT como um partido importantíssimo e disse que o grupo terá "muitas pontes" com o partido. "Pretendemos aqui fazer uma oposição firme a Bolsonaro. O Brasil precisa ter alternativas para sair dessa crise", disse. Silva classificou o PT como um partido importantíssimo. "Teremos muitas pontes com o PT", disse.

O grupo realizou um primeiro encontro nessa terça-feira para iniciar as discussões. Segundo o líder do PSB, deputado André Tadeu (PE), a formação de um bloco parlamentar ainda é discutida, mas garantiu que as três siglas atuarão em conjunto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade