Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Não houve pedido do Planalto para avançar com Previdência, diz líder do governo

Deputado André Moura (PSC-SE) afirmou que pauta é prioridade, mas que seria 'difícil' passar texto ainda neste ano


postado em 30/10/2018 16:41 / atualizado em 30/10/2018 17:15

(foto: Agência Brasil/Divulgação)
(foto: Agência Brasil/Divulgação)
O líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), disse que não houve hoje qualquer pedido do governo federal para que a Câmara avance na tramitação da reforma da Previdência, em um esforço para tentar aprovar o projeto ainda neste ano. "Não houve nenhum tipo de orientação por parte do Planalto para fazer com que avançasse", disse.

"Não significa que isso não seja uma prioridade para o governo de Michel Temer. Isso sempre foi", afirmou. Moura disse que passou a manhã conversando com ministros e que foram tratadas outros projetos que devem passar pelo Congresso ainda neste ano, como a medida provisória que trata de saneamento, o rota 2030 e a cessão onerosa da Petrobras.

O deputado disse que passar o texto da reforma ainda este ano seria algo "difícil". "É preciso ter quórum qualificado na Casa, conversas e tem a ressaca pós eleição", disse. "Agora, se avança ou não avança, só se tivermos uma orientação do Planalto. Seria um trabalho para ser iniciado e vamos enfrentar resistência de um lado e outros que são favoráveis. Enfim, vamos aguardar", disse.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade