Publicidade

Estado de Minas

'Não tem conversa com o MST', diz Jair Bolsonaro

Presidente eleito afirmou que não vai haver diálogo com movimentos sociais que invadem e depredam a propriedade privada.


postado em 29/10/2018 20:05 / atualizado em 29/10/2018 20:13

(foto: Record TV/Reprodução )
(foto: Record TV/Reprodução )
O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou em entrevista na noite desta segunda-feira (29) que não pretende dialogar com os movimentos dos Sem Teto (MST) e dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

O capitão reformado do Exército ressaltou que espera que os atos de invasões e depredações passem a ser enquadrados como atos de terrorismo. “Movimento social que invade propriedade não temos que conversar com ele. Tem que ser enquadrado na lei”, afirmou Bolsonaro.

Segundo ele, nos governos anteriores houve apoio aos movimentos sociais que reivindicam terras por motivos ideológicos.

 “Quando você vê o pessoal do MST invadindo propriedades, depredando, matando animais, tocando fogo em prédio, você fica indignado com isso. Temos que ter uma relação bastante dura, para que esses que vivem fora de lei sejam enquadrados. Muitas vezes os proprietários entram com ação judicial de reintegração de posse, ganha na Justiça, mas os governadores não cumprem a ordem por questões ideológicas. Toda ação do MST e do MTST devem ser tipificadas como terrorismo. A propriedade privada é sagrada”, disse Bolsonaro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade