Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Coronel Marcos Rocha (PSL) é eleito governador em Rondônia


postado em 28/10/2018 20:43

O candidato Coronel Marcos Rocha (PSL) foi eleito neste domingo, 28, governador de Rondônia. Com 651.195 votos válidos apurados, o militar foi matematicamente eleito governador de Rondônia com 65,83% dos votos válidos. O segundo colocado, Expedito Júnior (PSDB), teve 34,17% dos votos.

Até o momento foram registrados 651.195 votos válidos (90,52%), 17.224 brancos (2,39%), 50.940 nulos (7,08%) e 240.845 abstenções (25,08%).

Coronel Marcos Rocha assume o governo para um mandato de quatro anos. Antes de ser eleito, ele foi militar, ingressou na carreira em 1989. Foi diretor de escola militar em Porto Velho e secretário municipal de educação no município. Em dezembro de 2014 ocupou o cargo titular na Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

A eleição em Rondônia foi marcada por renovação na bancada estadual. Nomes conhecidos na política local não tiveram sucesso nessa eleição. MDB, PRB e Pode são os partidos com o maior número de cadeiras: três cada um. A metade dos deputados que irão compor a Assembleia a partir de 2019 foi reeleita.

No senado a renovação foi maior, Valdir Raupp (MDB) não conseguiu se reeleger. Já o deputado Federal Marcos Rogério e o ex-governador Confúcio Moura foram eleitos ao senado.

Estado. Rondônia é o terceiro Estado mais populoso da Região Norte com 1.787.279 habitantes. O PIB Per capita do estado é de R$ 15.098, o 13º maior do Brasil. A economia do estado tem como principais atividades a agricultura, a pecuária, a indústria alimentícia e o extrativismo vegetal e mineral. Composição econômica de serviços 64,1%, agropecuária 23,6% e indústria 12,3%. Sua pauta de exportação é composta, principalmente, por carne bovina congelada (43,43%), soja (32,77%), estanho bruto (7,08%), madeira serrada (2,36%) e miúdos comestíveis (2,02%).

Governador eleito. O militar reformado surpreendeu ao garantir uma vaga para a disputa do segundo turno. Ele aparecia apenas em quarto lugar, com 8% das intenções de voto, na pesquisa Ibope divulgada 5 de outubro, dois dias antes do 1º turno. Concorrendo sem coligação ao Governo de Rondônia, obteve 183.691 votos totalizados (23,99% dos votos válidos), ficando atrás do adversário Expedito Júnior (PSDB), que teve 241.885 votos (31,59%). Mourão de Carvalho, candidato do MDB, partido que governou o Estado nos últimos oito anos, ficou de fora da disputa por uma diferença de aproximadamente 10 mil votos.

Com a eleição, o policial militar quebrou uma escrita que vinha, ao menos, desde 1994. Nenhum candidato que ficou em segundo lugar no primeiro turno havia conseguido reverter a vantagem.

Coronel da Polícia Militar, Marcos Rocha nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 3 de agosto de 1968. Entrou na carreira militar em 1989, após ser aprovado em concurso público da PM de Rondônia. O novo governador já foi diretor de escola militar em Porto Velho e secretário municipal de educação no município. Em dezembro de 2014 ocupou o cargo titular na Secretaria de Estado da Justiça (Sejus).

Aos 50 anos, Marcos Rocha irá ocupar um cargo eletivo pela primeira vez. Surfou na onda bolsonarista, que ajudou a levar outros dois candidatos do PSL aos governos de Roraima e Santa Catarina. Natural do Rio de Janeiro, filiou-se ao partido em abril deste ano. Antes, era associado ao PSC.

Como vice-governador, Jose Atilio Salazar Martins (Ze Jodan) nasceu em Paranavai/RO em 07 de agosto de 1952 (66 anos), é empresário, casado, com ensino médio completo. Também filiado ao PSL.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade