Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Moro diz ser 'inviável' comentar proposta de Álvaro Dias

Magistrado disse que recusa ou aceitação poderiam ser interpretados como indicação política


postado em 10/08/2018 19:02 / atualizado em 10/08/2018 19:23

(foto: / AFP / PATRICIA DE MELO MOREIRA )
(foto: / AFP / PATRICIA DE MELO MOREIRA )

O juiz federal Sérgio Moro evitou nesta sexta-feira, 10, se posicionar sobre um suposto convite do senador e candidato à Presidência da República, Álvaro Dias (Podemos), para assumir o Ministério da Justiça, caso seja eleito.

O magistrado declarou, em nota pública, "que a recusa ou a aceitação poderiam ser interpretadas como indicação de preferências políticas partidárias, o que é vedado para juízes".

Em debate na noite desta quinta-feira, 9, na TV Bandeirantes, Álvaro Dias afirmou: "Nós queremos institucionalizar a Operação Lava Jato como uma espécie de nossa tropa de elite no combate à corrupção. Cabo eleitoral dos investimentos, da geração de emprego, porque certamente nós enviaremos ao mundo uma outra imagem. A imagem de seriedade. O Brasil voltará a ser sério."

O senador disse ainda: "Vou continuar combatendo os privilégios e combatendo a corrupção, por isso eu já convidei publicamente o juiz Sergio Moro."

Veja a íntegra da nota de Moro


"Fui contatado por diversos jornalistas para comentar a respeito das afirmações públicas do Exmo Sr. Senador Álvaro Dias, candidato a Presidente da República, de que me convidará para ocupar o cargo de Ministro da Justiça caso seja eleito. Informo aos jornalistas e publicamente que reputo inviável no momento manifestar-me, de qualquer forma e em um sentido ou no outro, sobre essa questão, uma vez que a recusa ou a aceitação poderiam ser interpretadas como indicação de preferências políticas partidárias, o que é vedado para juízes."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade