Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

'Violência' contra Márcio Lacerda, diz Anastasia sobre intervenção do PSB


postado em 04/08/2018 12:29

Candidato ao governo de Minas Gerais, o senador Antônio Anastasia (PSDB) disse neste sábado, 4, considerar uma "violência" a decisão do PSB de retirar a candidatura de Márcio Lacerda em seu Estado. Em um acordo costurado com o PT, que retirou a candidatura de Marília Arraes em Pernambuco, o PSB destituiu o diretório mineiro do partido para impedir que Lacerda entrasse na disputa.

Embora adversário, a saída de Lacerda da disputa deve beneficiar o atual governador Fernando Pimentel (PT), que tenta a reeleição. "Achei uma violência contra a pessoa do Márcio Lacerda."

O PSB mineiro, porém, insiste na candidatura própria ao Palácio da Liberdade e tenta garanti-la na Justiça. O partido realiza sua convenção nacional neste domingo, 5, em Brasília.

Neutralidade

Após semanas de negociações, o PSB deve anunciar que se manterá neutro nas eleições presidenciais. A decisão, porém, deve ser contestada por diretórios regionais.

Em nota divulgada neste sábado, o PSB do Distrito Federal, que tenta reeleger o atual governador, Rodrigo Rollemberg, diz que apoiará a candidatura presidencial de Ciro Gomes (PDT). "Ciro está investido da coragem cívica capaz de reconduzir o país à normalidade institucional e democrática, o mais profundo anseio do povo brasileiro, posto que só nos parâmetros da democracia é que avançaremos no nosso pacto civilizatório", disse em nota.

Rollemberg disse, porém, que também dará espaço para Marina Silva (Rede) porque o vice da chapa que tenta a reeleição no DF é do PV, mesmo partido do candidato à vice da ex-ministra na corrida ao Planalto. Além disso, o candidato ao Senado da chapa distrital é da Rede, mesmo partido de Marina Silva.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade