Publicidade

Estado de Minas

Diretórios do PSB de Minas se rebelam contra decisão da Executiva Nacional

Em carta dirigida ao presidente nacional Carlos Siqueira, eles argumentam em defesa da manutenção da candidatura de Marcio Lacerda ao governo de Minas


postado em 01/08/2018 19:02 / atualizado em 01/08/2018 19:06

Em carta dirigida ao presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, os diretórios municipais do partido em Minas tentam argumentar em defesa da manutenção da candidatura do ex-prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda ao governo de Minas.

Com potencial para se firmar como terceira via à polarização entre tucanos e petistas, e, nos últimos dias, perto de fechar a coligação com o MDB, PRB, PV e Podemos, o que lhe garantia, ao lado do PDT e do Pros, o maior tempo entre todos os candidatos do horário eleitoral gratuito, os socialistas no estado não se conformam.

O acordo nacional firmado entre as direções do PT e do PSB, supõe a neutralidade na disputa presidencial - o que evita que o PSB apoie a candidatura de Ciro Gomes (PDT) ao Planalto e, ao mesmo tempo, a troca de favores em Pernambuco e em Minas Gerais.


O PT, pelo acordo, retira a candidatura da vereadora de Recife, Marília Arraes ao governo de Pernambuco, o que facilita, em tese, a campanha do governador  socialista Paulo Câmara ao governo do estado. Em Minas, Marcio Lacerda sai da disputa ao governo de Minas. Os petistas têm expectativa de que ele venha a ser o candidato ao Senado na chapa majoritária de Fernando Pimentel.

 
Veja a íntegra da carta:

 


O Partido Socialista Brasileiro está vivendo um momento histórico em Minas Gerais. O partido, com grande envergadura em seu plano nacional, trabalha para eleger pela primeira vez um Governador do Estado. Marcio Lacerda está liderando uma pré-campanha altamente competitiva neste momento, para que possamos interromper o ciclo polarizado que permanece há anos governando Minas Gerais. Hoje Márcio Lacerda é o nome viável para colocar o PSB no lugar que ele merece estar, no cargo máximo do Executivo mineiro.

É de conhecimento prévio que a tarefa de se fazer uma boa política nos âmbitos da democracia exige esforços, principalmente no quesito de angariar parcerias e alianças, para dar envergadura e viabilidade eleitoral a uma candidatura. Márcio Lacerda é definitivamente hoje o nome mais cogitado para ser o próximo governador de Minas Gerais e isso fica ainda mais evidente quando ele recebe apoios de partidos, desde os mais tradicionais a novas forças que surgem no Estado. Cresce ainda mais a expectativa de vitória dos quadros do PSB em Minas Gerais.

Nós, Presidentes de Diretórios Municipais do PSB em Minas Gerais, entendemos que não podemos, de forma alguma, perder a oportunidade de pela primeira vez na história termos um governador do Estado e a partir desse cenário solicitamos liberdade e autonomia à Direção Nacional para, juntamente com a Executiva Estadual, atuarmos de forma a viabilizar a candidatura de Márcio Lacerda ao Governo de Minas Gerais, consolidando alianças que sejam interessantes para o pleito, assim como para um futuro status de governabilidade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade