Publicidade

Estado de Minas

Mineira cria camisa vermelha da seleção para esquerda usar na Copa

A versão comunista da blusa já tem inúmeros pedidos pela rede social, mas também gerou críticas


postado em 11/04/2018 13:21 / atualizado em 11/04/2018 13:35

A camisa custa de R$ 40 a R$ 45 e tem o símbolo comunista(foto: Reprodução Facebook)
A camisa custa de R$ 40 a R$ 45 e tem o símbolo comunista (foto: Reprodução Facebook)

A iniciativa de uma mineira de Uberlândia de criar uma camisa vermelha para torcer para a seleção brasileira na Copa do Brasil dividiu opiniões na internet. Enquanto muitos aprovaram e lotaram as redes sociais da designer Luísa dos Anjos Cardoso pedindo exemplares, alguns criticaram o fato de a blusa trazer o que seria o principal motivo da reprovação à camisa amarela da seleção: o escudo da CBF.

O modelo foi divulgado por Luísa no Facebook e causou tanta polêmica que o post saiu do ar. Ela disse não estar conseguindo responder às milhares de mensagens que chegaram pedindo encomendas e avisou que todos terão respostas.

A criadora da camisa disse que a iniciativa tomou proporções inimagináveis(foto: Reprodução Facebook)
A criadora da camisa disse que a iniciativa tomou proporções inimagináveis (foto: Reprodução Facebook)
Segundo a mineira, a blusa seria para torcer para a seleção sem ser confundido com “pato paneleiro”. Ela faz referência ao fato de a camisa ter se tornado símbolo nos protesto pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e os protestos contra o PT.

A versão vermelha da camisa para a copa traz o escudo do comunismo, com uma foice e um machado. O nome pode ser personalizado nas costas. O preço varia de R$ 40 a R$ 45.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade