Publicidade

Estado de Minas

'Já mandou sua carta pro Lula hoje?', pedem aliados nas redes sociais

Os petistas e outros apoiadores estão divulgando o endereço da PF em Curitiba para o envio de correspondência


postado em 09/04/2018 19:16 / atualizado em 09/04/2018 19:34

Antes de ser preso, Lula recebia cinco cartas de pedido de namoro por semana(foto: Ricardo Stuckert)
Antes de ser preso, Lula recebia cinco cartas de pedido de namoro por semana (foto: Ricardo Stuckert)

Preso desde a noite de sábado (7) em uma sala de 15 metros quadrados na sede da Polícia Federal em Curitiba, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode mudar a rotina também dos serviços postais endereçados à Superintendência. A campanha para que os apoiadores do petista escrevam para ele na prisão começou a ser feita nas redes sociais pelas lideranças petistas, como o senador Lindbergh Farias.

“Já mandou sua carta para o Lula hoje”?, diz o banner que traz a foto oficial do petista quando presidente no lugar do selo e uma imagem antiga dele com  a frase “jamais poderão aprisionar nossos sonhos”. Os aliados dão o endereço da sede da Polícia Federal em Curitiba.

De acordo com a assessoria de Lula, o pedido para o envio de cartas não partiu do petista, que provavelmente nem soube da iniciativa.
A 'campanha' pelas cartas para Lula tem banner e slogan(foto: Reprodução Twitter)
A 'campanha' pelas cartas para Lula tem banner e slogan (foto: Reprodução Twitter)

Antes de ir preso, Lula já havia comentado em entrevistas que recebia cartas de companheiras querendo ocupar o lugar da ex-primeira-dama Marisa Letícia, que morreu em decorrência de um AVC em fevereiro do ano passado. A média de cartas com pedidos de namoro era de cinco por semana.

Do lado de fora da PF, apoiadores e militantes dos movimentos sociais montaram acampamento para fazer uma espécie de vigília.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade