Publicidade

Estado de Minas

Temer: Problema é que no Brasil ninguém lê a Constituição

Presidente criticou comentários feitos sobre algumas medidas tomadas pelo governo


postado em 13/03/2018 17:48 / atualizado em 13/03/2018 18:11

(foto: Marcos Correa/PR)
(foto: Marcos Correa/PR)

O presidente Michel Temer afirmou nesta terça-feira, que um dos problemas do Brasil é que "ninguém lê a Constituição". Ele se referia às críticas que foram feitas a algumas medidas do seu governo, como a reforma trabalhista, a criação do teto dos gastos públicos e a reforma do ensino médio.

"Pela ocasião da reforma trabalhista, falaram muitas inverdades", disse Temer, durante evento da Federação das Associações Comerciais de São Paulo. "Quando diziam que íamos tirar direitos dos trabalhadores, eu abria a Constituição", acrescentou.

Em relação ao teto dos gastos, ele lembrou que muitos opositores chamaram a medida de PEC da morte. "A impressão era a de que tínhamos assumido para destruir a educação e a saúde", afirmou. "Pelo diálogo, conseguimos aprovar a medida. Procuramos propor uma emenda que não fosse populista."

Temer também mencionou a crise vivida pela Petrobras e disse que a estatal hoje é respeitada nacional e internacionalmente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade