Publicidade

Estado de Minas

Punido por votar contra Temer, deputado do Rio trocará MDB pelo PT

Celso Pansera foi um dos seis deputados do MDB punidos com suspensão de 60 dias das atividades partidárias por terem votado pela aceitação da primeira denúncia contra o presidente Michel Temer


postado em 14/02/2018 20:40

Celso Pansera(foto: Antonio Cruz/Agência Brasil )
Celso Pansera (foto: Antonio Cruz/Agência Brasil )

Ex-ministro de Ciência e Tecnologia do governo Dilma Rousseff, o deputado federal Celso Pansera vai deixar o MDB para se filiar ao PT. A migração deve ocorrer em março, durante a janela que permite parlamentares trocarem livremente de partido sem risco de perda de mandato ou outras punições.

"Só falta assinar a filiação", disse Pansera. O parlamentar fluminense, que já foi filiado ao PT, PSTU e PSB, foi um dos seis deputados do MDB punidos em agosto com suspensão de 60 dias das atividades partidárias por terem votado pela aceitação da primeira denúncia contra o presidente Michel Temer.

Além de Pansera, o MDB espera perder outros três deputados durante a "janela": Laura Carneiro (RJ) e Rodrigo Pacheco (MG), que negociam filiação ao DEM, e Veneziano Vital do Rêgo (PB). Nesse período, porém, a legenda, que tem a maior bancada na Câmara, com 61 deputados, prevê filiar outros cinco deputados.

Entre os parlamentares que devem se filiar ao MDB está o deputado Beto Mansur (PRB-SP). O parlamentar é um dos vice-líderes do governo na Câmara e integrante da chamada "tropa de choque" do presidente Michel Temer na Casa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade