Publicidade

Estado de Minas

Márcia Tiburi deixa programa ao vivo ao descobrir que debateria com Kim Kataguiri. Veja o vídeo

Filósofa afirmou que não havia sido informada que dividiria microfone com o fundador do Movimento Brasil Livre (MBL)


postado em 25/01/2018 17:26


A diferença ideológica fez a filósofa Márcia Tiburi abandonar uma entrevista na Rádio Guaíba, em Porto Alegre, nesta quinta-feira, ao descobrir que o fundador do Movimento Brasil Livre (MBL), Kim Kataguiri, participaria junto dela.

O programa da emissora debateria a confirmação, em segunda instância, da condenação do ex-presidente Lula, na 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

"Credo! Eu não vou sentar com este cara, Juremir. Gente, acabei de encontrar Kim Kataguiri. Estou fora, meu!”, disparou. Tiburi, pelo que demonstrou, não havia sido informada da presença de Kataguiri.

“Você deveria ter me avisado. Tenho vergonha de estar aqui. Que as deusas me livrem. Não converso com pessoas indecentes, perigosas", afirmou recolhendo seus objetos e abandonando o estúdio da rádio.

Kataguiri, que foi pego de surpresa, se disse apenas "decepcionado", e brincou: "sou um japonês inofensivo".

A filósofa é autora de diversos livros, entre eles “Como dialogar com um Fascista” e já participou do programa “Saia Justa” do canal a cabo GNT.

Ela é defensora da corrente de pensamento que defende que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi resultado de um golpe, assim como a condenação do ex-presidente Lula.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade