Publicidade

Estado de Minas

Manifestantes comemoram condenação de Lula na Praça da Liberdade


postado em 24/01/2018 19:16 / atualizado em 24/01/2018 20:04



Ao som de hinos militares, - do Exército e da Polícia Militar - um grupo de cerca de 60 manifestantes na Praça da Liberdade, na região Centro-Sul da capital mineira, comemora a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal (TRF-4).

Com um discurso radical que prega a "cadeia para todos os políticos",  manifestantes levaram bandeiras do Brasil misturadas a faixas criticando o PT, os partidos políticos e o establishment. Eles pedem que os motoristas buzinem em apoio aos manifestantes. Alguns também levaram faixas apoiando o deputado Jair Bolsonaro, pré-candidato ao Palácio do Planalto:  "Não basta tirar só o PT, o PSDB, o PMDB. Só isso não resolve. Vamos descartar figuras como Alckmin e Dória, que sorriem pela frente e apunhalam pelas costas", diz Bruno Engler, de 20 anos, estudante de direito.



A empresária Marcela Valente, de 34 anos, afirmou que a manifestação foi organizada pelos movimentos Patriotas, MBL, Mulheres da Inconfidência, Vem Pra Rua e Brava Gente Brasileira. “Caiu o chefe da quadrilha brasileira. Que venham novos candidatos. Ele preso, cai todo mundo”, diz a empresária.

Para a aposentada e advogada Adriene Franco, 64 anos, a condenação de  Lula foi a primeira e deverá ser seguida por outras. "Que ele seja o primeiro de muitos. Agora é a vez de Aécio, Fernando Henrique Cardoso. São todos parte de uma quadrilha só. Cadeia neles", diz ela, enrolada numa bandeira do Brasil.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade