Publicidade

Estado de Minas

Terceiro desembargador a votar diz que 'anulou' dúvidas ao ouvir os colegas


postado em 24/01/2018 17:42

Porto Alegre, 24 - O desembargador Victor Laus, terceiro magistrado a analisar recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra a condenação por lavagem de dinheiro e corrupção passiva, disse que "anulou" qualquer tipo de dúvida que tinha ao ouvir os votos do presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), Leandro Paulsen, e do relator, João Pedro Gebran Neto.

"Após ouvir o relator e o revisor, eu anulei qualquer dúvida que tinha sobre o caso", explicou. A frase indica que Laus pode seguir o entendimento dos outros dois magistrados. Isso deixaria o placar do julgamento em 3 a 0, o que limitaria os recursos do ex-presidente para recorrer da decisão.

Laus elogiou a Operação Lava Jato por ter se colocado "a serviço do desbaratamento que diz ter havido". O magistrado também aproveitou para enaltecer o juiz Sérgio Moro, responsável pelos casos analisados na primeira instância. Laus chamou Moro de "corajoso" e "brilhante". "É incontroverso a qualificação dos profissionais debruçados sobre a Lava Jato", disse.

O desembargador também reafirmou a legitimidade do TRF-4 para analisar o caso de Lula. "A Turma, a rigor, não julga pessoas, julga fatos. O que está em investigação nesta tarde é um fato detectado na investigação", defendeu.

(Renan Truffi, Julia Lindner e Ricardo Brandt)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade