Publicidade

Estado de Minas

Temer adia reunião com militares e estuda fazer novo pronunciamento

O presidente Michel Temer acha que precisa falar de novo para responder a outras críticas relacionadas ao áudio da conversa que teve com o dono da JBS


postado em 19/05/2017 10:01 / atualizado em 19/05/2017 10:52

Brasília - O presidente Michel Temer decidiu cancelar o encontro que havia marcado com os comandantes militares e o ministro da Defesa, Raul Jungmann, para esta manhã no Palácio da Alvorada.

O motivo, segundo o jornal O Estado de S. Pauloapurou, é que o presidente está estudando fazer um novo pronunciamento.

O encontro no qual Temer pretende dar explicações sobre a crise aos militares - e espera receber a solidariedade dos comandantes - foi remarcado para o fim da tarde, às 17h, no Palácio do Planalto.

Temer e seus auxiliares estão desde cedo analisando ainda as gravações divulgadas na quinta-feira, 17, de sua conversa com empresário da JBS Joesley Batista, que gerou uma enorme crise no governo. A gravação da conversa faz parte do conjunto de provas da delação premiada de Joesley.

São aguardadas nesta sexta novas divulgações de áudios e documentos e não se sabe exatamente o que consta deles. Por isso, prosseguem análises jurídicas de todas as questões.

O presidente acha que precisa falar de novo para responder a outras críticas, como as relacionadas ao fato de ter recebido Joesley na residência oficial e de não ter tomado providências depois de saber do empresário que este estava tentando corromper um juiz e um procurador para obter vantagens indevidas em processos contra a JBS.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade