Publicidade

Estado de Minas

Carlos Velloso recusa convite para assumir o Ministério da Justiça

O ex-ministro alegou compromissos assumidos em seu escritório, em Brasília


postado em 17/02/2017 16:30 / atualizado em 17/02/2017 21:20

Ex-ministro do STF Carlos Velloso(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Ex-ministro do STF Carlos Velloso (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Carlos Mário Velloso, de 81 anos, não aceitou o convite do presidente Michel Temer para assumir o cargo de ministro da Justiça. Ele havia sido escolhido para ocupar o cargo deixado por Alexandre de Moraes, indicado para ocupar uma cadeira no STF>

Velloso estava cotado para a pasta e era considerado o nome preferido de Temer. De acordo com as primeiras informações, ele teria recusado o convite em decorrência de compromissos assumidos em seu escritório de advocacia, que funciona em Brasília e concentra mais de 50 ações por todo o país.

Segundo Velloso, ele havia transmitido a Temer, às 21h30 dessa quinta-feira (16), que estava "tentando afastar questões pertinentes a contratos" que exigiam a participação direta dele para dar a resposta definitiva ao presidente. A questão foi encaminhada para ser avaliada pelo setor de compliance da multinacional. Os boatos eram de que ele estaria inclinado a aceitar o convite. Na lista de possíveis candidatos, estão José Bonifácio de Andrada, vice-procurador-geral da República, e o deputado Rodrigo Pacheco, indicação da bancada do PMDB na Câmara.

Com Agência Estado

 

 

 


 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade