Publicidade

Estado de Minas

Autor da emenda que pune juízes e membros do MP é hostilizado em aeroporto

Agressor se identificou como Ricardo Rocha e acusou o parlamentar de prejudicar a Lava-Jato. O deputado responde a dois processos, um deles por corrupção, e sua campanha foi financiada por empresa investigada na operação


postado em 01/12/2016 13:31 / atualizado em 01/12/2016 14:08

(foto: Reprodução/Facebook)
(foto: Reprodução/Facebook)

O deputado Weverton Rocha (PDT-MA), líder do partido na Câmara e autor da emenda que prevê crime de responsabilidade para juízes e membros do Ministério Público, foi hostilizado por na manhã desta quarta-feira, 30, em um aeroporto. Pelas imagens, não é possível confirmar a localização.

O homem se identifica como Ricardo Rocha e acusa o parlamentar de prejudicar a operação Lava-Jato. "Você já leu a nota da Polícia Federal? A PF esclarece que ela é a responsável pela Lava-Jato, e a investigação está garantida", rebate o deputado.

Os dois começam a discutir, Ricardo segura o deputado pela camisa e aperta um tomate contra a camisa do parlamentar. "Você está me impedindo de embarcar. Se você está protegendo promotor e juiz bandido do Brasil, isso é um problema seu!", grita o deputado, já amparado por um segurança do local.

"Sérgio Moro representa esse aeroporto inteiro!", responde Ricardo. Ele finaliza o vídeo reafirmando seu apoio aos juízes e procuradores da Operação. O jornal Estado de São Paulo, revelou nesta quinta-feira, 1, que Weverton Rocha responde a dois processos, um deles por corrupção, e sua campanha foi financiada por empresa investigada na Lava-Jato.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade