[an error occurred while processing this directive] João Leite recebe apoio de Sargento Rodrigues e anuncia pacto contra criminalidade - Politica - Estado de Minas
Publicidade

Estado de Minas

João Leite recebe apoio de Sargento Rodrigues e anuncia pacto contra criminalidade

Além do colega de Assembleia, representantes das associações de militares que estavam com o PDT aderiram à campanha


postado em 05/10/2016 13:55 / atualizado em 05/10/2016 14:09

Sargento Rodrigues disse que pedirá votos para o colega João Leite(foto: Paulo Filgueiras / EM / D.A. Press)
Sargento Rodrigues disse que pedirá votos para o colega João Leite (foto: Paulo Filgueiras / EM / D.A. Press)

O deputado estadual João Leite (PSDB) recebeu, na manhã desta quarta-feira, o apoio do candidato derrotado no primeiro turno e colega de Assembleia, Sargento Rodrigues (PDT), na corrida pela Prefeitura de Belo Horizonte. Nono colocado no pleito, com 2,88% dos votos válidos, Rodrigues levou com ele a adesão de representantes dos policiais e bombeiros militares, categoria que representa. Na presença deles, o tucano anunciou um pacto pela segurança pública na capital mineira.

Além do deputado do PDT, participaram do encontro na sede do PSDB representantes das associações de bombeiros (Ascobom), União dos Militares de Minas Gerais e Associação dos Praças (Aspra) e do Sindicato dos Agentes Penitenciários. Sargento Rodrigues também empenhou apoio do Centro Social de Cabos e Soldados da PM e BM.

O colega de Assembleia de João Leite disse conhecê-lo há 18 anos e prometeu fazer campanha na rua com ele. Assim como fez no primeiro turno, Sargento Rodrigues disparou toda a munição possível contra o segundo colocado no pleito, o ex-presidente do Atlético, Alexandre Kalil (PHS).

Desequilibrado


“BH não pode e não deve ficar nas mãos de um desequilibrado, uma pessoa que não tem diálogo”, afirmou. Rodrigues disse ainda que João Leite não tem títulos protestados e não trata as pessoas com desprezo. Sargento Rodrigues chamou Kalil ainda de “cidadão notoriamente conhecido como caloteiro”. Afirmou que ele deve funcionários, uma lanchonete e “ostenta vida de rico”.

João Leite disse que vai incorporar as propostas de Sargento Rodrigues na área da segurança. Entre as ideias, garantiu que vai adotar uma política de valorização do servidor e medidas de prevenção à criminalidade.

“O que estamos fazendo é um pacto contra a criminalidade, contra os criminosos. Não daremos sossego à criminalidade em BH”, afirmou o candidato à PBH. Segundo o tucano, o primeiro a defender os direitos humanos é o policial, que vai às ruas defender a população. João Leite disse que construirá uma grande aliança contra o crime entre a guarda municipal e os policiais militares e civis.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade