Publicidade

Estado de Minas

Lindbergh se confunde e usa dados da gestão Dilma para atacar governo Temer

Senador petista usou sua página no Facebook para fazer o comentário sobre o aumento da taxa de desemprego


postado em 31/05/2016 19:11 / atualizado em 31/05/2016 23:55

(foto: Reprodução/Facebook )
(foto: Reprodução/Facebook )

O senador petista Lindbergh Farias (RJ) cometeu uma gafe nesta terça-feira em sua página no Facebook. O parlamentar fez críticas ao governo interino de Michel Temer (PMDB) usando como base o recorde de desemprego no Brasil, divulgado hoje pelo IBGE. Porém, os dados ainda se referem ao período compreendido pela gestão da presidente afastada Dilma Rousseff (PT). “Recorde de desemprego: o golpe aumentou a crise”, afirmou o senador na postagem.

A indústria demitiu 1,569 milhão de empregados no período de um ano, montante recorde de dispensas na série histórica da Pnad Contínua. O total de empregados no setor no trimestre encerrado em abril foi 11,8% menor do que o registrado em abril de 2015. O período, portanto, ainda está sob o comando da petista.

"19 dias de governo, vários escândalos, dois ministros demitidos, sinais explícitos de retrocesso em todas as áreas, imagem internacional do país na lama, democracia em risco", afirmou. "Este é o legado dos golpistas: a crise piorou dramaticamente."

Após a repercussão da postagem ela foi tirada do ar pelo senador.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade