Publicidade

Estado de Minas

Manifestantes projetam 'impeachment' a laser no Palácio do Planalto e criam alvoroço

Ato em Brasília começou por volta das 18h30 e já reúne 2 mil pessoas, segundo a Secretaria de Segurança Pública do DF


postado em 21/03/2016 19:12 / atualizado em 21/03/2016 20:29

(foto: Correio Braziliense)
(foto: Correio Braziliense)

Em Brasília, dois eventos nas redes sociais estavam marcados para esta segunda-feira, às 17h, ambos com milhares de pessoas confirmadas. A movimentação, no entanto, só começou a ter fôlego a partir das 18h30. Mais uma vez, os cidadãos vão às ruas para protestar contra o governo Dilma e, principalmente, contra a nomeação do ex-presidente Lula para o cargo de ministro da Casa Civil.

A Polícia Militar ainda tem dificuldade de contabilizar o número de manifestantes, já que a presença deles no local ainda é pulverizada. Cerca de 750 policiais, entre integrantes do BPTran, cavalaria e tropa de choque já estão posicionados ao longo da Esplanada dos Ministérios e da Praça dos Três Poderes, junto ao Congresso Nacional.

O trânsito na Esplanada continua normal, mas há pouco instantes parte da via N1, entre a parte do Palácio e a lateral do Senado, precisou ser interditada. A ordem da Polícia Militar é bloquear a aproximação das pessoas ao Palácio do Planalto. Além de policiais fazendo um bloqueio humano no chão, a tropa da cavalaria reforça o efetivo.

Por volta das 19h, manifestantes cantaram o Hino Nacional. A projeção da palavra "Impeachment" no Palácio do Planalto criou um alvoroço. A projeção a laser está na fachada lateral do prédio, na altura dos terceiro e quarto andar, lado contrário ao de onde fica o gabinete da presidente Dilma.

Também às 19h, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal, a manifestação reunia cerca de 2 mil pessoas em frente ao Palácio do Planalto. O protesto é contra a presidente Dilma Rousseff e foi convocado por meio das redes sociais com a intenção de reunir 100 mil pessoas.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública, a via em frente ao Palácio do Planalto foi interditada até o Ministério da Justiça e, do lado contrário, também foi fechada a via entre o Ministério das Relações Exteriores e a Praça dos Três Poderes, em razão da ocupação da via por manifestantes que chegam para a mobilização.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade