Publicidade

Estado de Minas

Movimentos anti-Dilma divulgam manual de comportamento para manifestação

São 20 itens, que vão desde pedido de participação, "mesmo sob chuva", até a sugestão para que os manifestantes sentem-se no chão caso vejam algum foco de vandalismo ou violência


postado em 14/03/2015 16:48 / atualizado em 14/03/2015 18:21

Movimentos que fazem convocação para o protesto deste domingo, contra a presidente Dilma Rousseff, têm divulgado nas redes sociais uma espécie de manual, com orientações sobre como deve ser o comportamento de quem participar da marcha. São 20 itens, que vão desde pedido de participação, "mesmo sob chuva", até a sugestão para que os manifestantes sentem-se no chão caso vejam algum foco de vandalismo ou violência. Em Belo Horizonte, há duas manifestações previstas: uma às 9h30 e outra às 15h, ambas na Praça da Liberdade, Região Centro-Sul da capital.

O texto também pede que as instruções sejam repassadas mesmo se o destinatário da mensagem não tenha a intenção de participar. Um dos itens orienta sobre a relação que deve ser estabelecida com os policiais presentes no evento. "A polícia é nossa amiga. Gente ordeira e trabalhadora não teme aqueles que nos protegem. Eles estarão presentes para garantir que tudo ocorra bem. Não trate estes bravos servidores públicos de forma hostil", diz o texto.

No pedido para comparecimento mesmo com mal tempo, a mensagem solicita garra. "Se chover, vá mesmo assim! Leve seu guarda-chuva, mas não deixe de comparecer. Não somos feitos de açúcar. Temos força e raça! Nada impedirá nossa luta pelo Brasil que queremos"!

O comunicado afirma ainda que bandeiras de partidos políticos e "organizações ligadas aos mesmos não serão permitidas. Caso apareçam, serão tomadas", diz a mensagem.

Expectativa
para Minas Gerais

Uma das organizadoras do protesto, Carla Girodo, representante do "Movimento Vem Pra Rua em Minas", disse que não tem relação com o material divulgado. Ela disse esperar a participação de 10 mil pessoas neste domingo na Praça da Liberdade. A militante afirma que haverá manifestações também no interior do Estado, em cidades como Uberlândia e Juiz de Fora. "Acredito em um Brasil em que a gente possa ter saúde e educação de qualidade", diz Carla. Segundo a Polícia Militar, o efetivo deste domingo nas imediações da Liberdade será de 15 mil.

Leia o texto na íntegra:

(Mesmo que não vá, repasse)
Vejam as regras que estão sendo difundidas por todas as lideranças da manifestação do dia 15/03. Espalhem:

Atenção! Assunto de extrema importância a todos!
Pontos pertinentes à organização e normatização do movimento de 15 de março - Impeachment fora Dilma, fora PT
Queremos que tudo transcorra de forma ordeira e pacífica

É importante que isto fiquei bem definido para que o grupo não se disperse no meio do caminho. Se alguém tentar dividi-lo, todos já estarão precavidos.

A pauta do movimento se baseará em:
- cenário político atual (não queremos ser a nova Venezuela!)
- impunidade (corruptos na cadeia já!)
- petrolão e BNDES (tirem as mãos do que é nosso!)
- regulação da mídia (abaixo o controle da mídia e das redes sociais!)
- contra o plebiscito constituinte convocado pelo PT! (das mãos de vocês não queremos nada!)
- impeachment da Dilma

Regras para a marcha:
1) Bandeiras de partidos políticos e outras organizações ligadas aos mesmos não serão permitidas. Caso apareçam, serão tomadas;

2) Esta marcha é do povo e ninguém a utilizará para autopromoção;

3) Viu qualquer movimento ou atitude suspeita? Utilize a melhor arma que tem para isso: seu celular. Filme tudo e entregue o arquivo para a organização do ato, a fim de que providências legais sejam tomadas;

4) Se surgir qualquer foco de violência ou vandalismo contra o patrimônio público todos deverão sentar-se até que os policiais que farão a escola, fardados ou a paisana, capturem o meliante;

5) Se houver provocações oriundas de qualquer grupo estranho ao ato apenas ignore. Eles estão desesperados pois tudo o que construíram está ruindo. Nós somos a ameaça aos seus interesses escusos. Somos o golpe de misericórdia contra o PT;

6) Atenção às mensagens que serão enviadas do carro de som;

7) Não use roupas vermelhas ou pretas. Elas lembram o PT e o Black Blocs. Não compareça ao evento com camisetas em alusão a partidos políticos;

8) Verde e amarelo são as cores ideais para este dia de indignação. Pinte o rosto;

9) Confeccione faixas, cartazes. Leve bandeiras do Brasil, use nariz de palhaço. Leve cornetas, apitos, faça barulho! Leve também balões azuis, amarelos e verdes. Vamos chamar atenção para nossa causa;

10) Durante a marcha, fique atento aos cânticos que serão puxados pela organização! Nada ed coros que não são pertinentes ao ato. Lembre-se, você está nas ruas para reivindicar direitos;

11) A polícia é nossa amiga. Gente ordeira e trabalhadora não teme aqueles que nos protegem. Eles estarão presentes para garantir que tudo ocorra bem. Não trate estes bravos servidores públicos de forma hostil;

12) Convide amigos e vizinhos. Vá com sua família ao ato! Ensine seus filhos desde pequenos que política é algo bom e deve ter à frente pessoas de bem. Ensine-os a fazer parte da história e não apenas a vê-la passar. Um povo que luta por seus direitos e participa é respeitado por seu governo;

13) Respeite os veículos que se aproximarem da marcha. Não bata nos vidros e tampouco na lataria dos carros. Recolha papéis e outros objetos deposite em lixerias. Somos civilizados;

14) Permaneça no roteiro da marcha. A intenção é mostrar nossa força e não travar o trânsito;

15) Se chover, vá mesmo assim! Leve seu guarda-chuva, mas não deixe de comparecer. Não somos feitos de açúcar. Temos força e raça! Nada impedirá nossa luta pelo Brasil que queremos;

16) Caso alguém passe mal no evento, forneça ajuda e contate a organização;

17) Quer ajudar o ato? Mande uma mensagem inbox! Tarefas não faltam e todo apoio é bem vindo;

18) Qualquer crítica/sugestão será bem recebida;

19)Leve água para se hidratar durante o percurso. Respeite crianças e idosos;

20) Desejamos uma ótima marcha a todos.

Com informações da Agência Estado

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade