Publicidade

Estado de Minas

MTST e CUT fazem ato contra defensores da ditadura


postado em 13/11/2014 18:37 / atualizado em 13/11/2014 19:33

Sob forte chuva, centenas de militantes ligados ao MTST e à CUT lotam na tarde desta quinta-feira, 13, o vão do Masp, na Avenida Paulista para uma marcha em resposta a manifestações de "direita" e para cobrar da presidente Dilma Rousseff o comprometimento com reformas populares no seu segundo mandato.

"Estamos aqui para mostrar que enquanto eles reúnem mil pessoas para defender causas caras ao povo brasileiro, como a volta da ditadura e o ódio a nordestinos, nós reunimos 15 mil por causas como reformas política e tributária", disse o coordenador nacional do MTST Guilherme Boulos. O número de manifestantes não foi confirmado pela Polícia Militar.

Os manifestantes pretendem circular pelas ruas do Jardins, bairro nobre da capital paulista, descer a Rua da Consolação e encerrar o ato na Praça da Sé. "Vamos ver como vai terminar nossa manifestação. Os golpistas vieram aqui, pararam a Paulista e a Polícia Militar do Alckmin não jogou uma bomba", provocou Boulos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade