Publicidade

Estado de Minas

Boato nas redes sociais diz que Youssef está morto; Polícia Federal desmente

Pelo menos três mensagens circulam na web, principalmente no Whatsapp, dizendo que o doleiro morreu. Em uma delas, um médico da equipe é citado como o autor da informação. Tanto o hospital quanto a Polícia Federal negam a informação


postado em 26/10/2014 12:08 / atualizado em 26/10/2014 13:13

(foto: Reprodução/Internet)
(foto: Reprodução/Internet)
Após negar o envenenamento de Alberto Youssef, réu na Operação Lava-Jato, a Polícia Federal divulgou uma nota na manhã deste domingo informando que o doleiro passou bem a noite e permanecerá internado durante 48 horas. A corporação negou o boato que se espalha nas redes sociais de que Youssef estaria morto. Por volta das 13h, o Hospital Santa Cruz (HSC), onde o réu está internado, também emitiu comunicado negando a notícia. "Conforme última avaliação médica, o paciente apresenta-se consciente, lúcido e orientado, com sinais vitais dentro da normalidade", informou.

Pelo menos três mensagens circulam na web, principalmente no Whatsapp, dizendo que o doleiro morreu. Em uma delas, um suposto médico da equipe é citado como o autor da informação. De acordo com o HSC, Alberto Youssef deu entrada na UTI no dia 25, às 16h20, devido a episódio de síncope, "a esclarecer". Ele apresentava sinais de desidratação e emagrecimento. Sobre o boato de envenenamento, outra notícia espalhada nas redes sociais, o hospital nega sinais de intoxicação e diz que o quadro cardiológico do réu é estável. Em nota, a Polícia Federal esclarece que este é o terceiro atendimento médico de urgência após a prisão de Youssef.

O presidente do PT, Rui Falcão, divulgou uma nota no site do partido, desmentindo os boatos de morte e envenenamento do doleiro.

O advogado de Youssef, Antônio Figueiredo Basto, disse, neste domingo, 26, ao jornal O Estado de S. Paulo, que "não houve envenenamento" e que seu cliente teria "problemas cardíacos".

Sobre o caso, nota da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba (PR) cita, para Youssef, hipótese diagnóstica de "angina instável". O texto informa que o doleiro foi deslocado na tarde de sábado, 25, em uma ambulância com escolta policial, até o Hospital Santa Cruz. É citado que o paciente mencionou dor torácica, mas permaneceu consciente, lúcido e orientado durante o atendimento, com os dados vitais estáveis.

Veja algumas das mensagens que circulam na internet:


"Urgente - O doleiro Alberto Youssef acaba de falecer depois de ser levado a um hospital na tarde deste sábado (25) em Curitiba. O Dr. Gileno Setubal, plantonista, informou a dois jornalistas que faziam plantão no local, o óbito. Por recomendação expressa de uma pessoa desconhecida, após ter feito o comunicado foi proibida que a informação seja divulgada até o final da votação neste domingo".

"Última informação, Youssef está morto. PT irá tentar que esta bomba seja divulgada somente após a eleição. Repassem. Confirmado por plantonista do HSC, Youssef internado na UTI por envenenamento por organofosforado! O PT agiu rápido... Envenenaram o doleiro."

"Preceptor meu da FBC acabou de mandar pra gente. Já morreu. Fontes minhas passaram que Youssef já está morto. Notícia oficial só vai ser dada amanhã."

Com informações da Agência Estado

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade