Publicidade

Estado de Minas

CNBB lamenta 'ataques pessoais' na campanha


postado em 23/10/2014 20:19 / atualizado em 23/10/2014 20:41

O presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), cardeal Raymundo Damasceno Assis, afirmou nesta quinta-feira que é "lamentável" que a campanha eleitoral "descambe para taques pessoais".

"É lamentável. Sempre disse aos candidatos que o importante não era o resultado da eleição, mas a contribuição que eles dariam na campanha para aperfeiçoar a nossa democracia", afirmou, numa coletiva de imprensa na qual apresentou as discussões abordadas no Sínodo dos Bispos, que aconteceu em outubro no Vaticano. "Muitas vezes a campanha toma outro rumo e lamentamos". Para ele, muitas vezes se vê nos debates "ataques pessoais", e não a apresentação de propostas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade