Publicidade

Estado de Minas

Deputados federais buscam gabinetes confortáveis

Em meio à corrida por salas, o diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio, editou o manual do gabinete parlamentar com explicações detalhadas de como usar o ambiente


postado em 20/10/2014 06:00 / atualizado em 20/10/2014 08:17

Novos deputados estiveram na Câmara para tentar espaços melhores(foto: Luís Macedo/Câmara dos Deputados)
Novos deputados estiveram na Câmara para tentar espaços melhores (foto: Luís Macedo/Câmara dos Deputados)

Brasília – Duas semanas após serem eleitos nas urnas, deputados federais deram início a uma peregrinação na Câmara para conquistar gabinetes mais confortáveis. Vestidos de ternos bem recortados, novos titulares passaram a semana “conhecendo” as dependências da Casa onde pretendem trabalhar nos próximos quatro anos. Em meio à corrida por salas, o diretor-geral da Câmara, Sérgio Sampaio, editou o manual do gabinete parlamentar com explicações detalhadas de como usar o ambiente.

Ao tomar posse, em 1º de fevereiro de 2015, os novos deputados terão assegurados o direito a uma vaga de estacionamento para carro e um gabinete nas dependências da Câmara, que são equipados e mobiliados segundo padrão adotado pela Câmara. O titular reeleito poderá permanecer em seu gabinete original, ainda que esteja ocupado por suplente. Em 2015, a Câmara terá o maior número de estreantes desde 1998, ano em que Casa começou a contabilizar esse tipo de estatística. Serão 198 novatos, o que equivale a 38,6% do total. Parte deles vai participar do sorteio de distribuição das salas, marcado para 11 de dezembro.

Dos novatos, terão preferência na hora da escolha as mulheres, idosos acima de 60 anos e pessoas com dificuldade de locomoção. Também estão livres do sorteio deputados reeleitos, ex-presidentes da Casa, suplentes que exerceram mandatos, ex-congressistas e parentes de titular não reeleito da legislatura vigente. Segundo uma resolução interna da Câmara, em caso de empate em cada critério, terá preferência o deputado mais idoso entre os de maior número de legislatura.

O Departamento de Apoio Parlamentar repassará aos deputados os gabinetes em 1º de fevereiro de 2015. No ato, o departamento vai conferir os móveis e autorizar o uso da sala. O deputado não reeleito deve devolver o gabinete e a credencial de estacionamento até 30 de janeiro de 2015. O parlamentar afastado do exercício do mandato deve devolver o gabinete com todo o equipamento e mobiliário de propriedade da Câmara nas mesmas condições em que os recebeu.

Tradição

Para Sérgio Sampaio, a peregrinação dos parlamentares à procura de uma nova sala é natural nas trocas de legislaturas. Os mais antigos buscam melhorar os espaços e os novatos têm curiosidade de entender como funciona a distribuição do local. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade