Publicidade

Estado de Minas

Embate entre Aécio e Dilma muda cenário de bares em Belo Horizonte

Estabelecimento na Região Leste reuniu cerca de 200 pessoas. Na Região Centro-Sul, dono de comércio instalou telão para os clientes


postado em 15/10/2014 01:37 / atualizado em 15/10/2014 18:44

FOTO1]
O primeiro debate do segundo turno das eleições agitou bares de Belo Horizonte. Uma campanha criada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Minas Gerais (Abrasel-MG) estimulou que os estabelecimentos transmitissem o embate entre os candidatos à Presidência, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).



No Boi Vindo, no Bairro Sagrada Família, na Região Leste de Belo Horizonte, o movimento dobrou em relação às outras terças-feiras. “Geralmente temos 100 pessoas aqui. Hoje são mais de 200”, detalhou o proprietário do bar, Adélcio de Castro. Quem se incomodou um pouco com o ambiente do bar – a conversa entre os clientes dificultava que se ouvisse os candidatos – foi a assessora parlamentar, Vanessa Loyola. Para acompanhar o debate atentamente, ela escolheu uma cadeira bem embaixo da televisão.

Barulho à parte, Adélcio planeja uma rodada dupla de chope para o próximo debate, que será transmitido amanhã, às 18h, pelo SBT/Alterosa. A campanha da Abrasel-MG, cujo mote é “Aécio e Dilma de bandeja para você” vai vigorar até o fim do segundo turno. Além do programa de amanhã, bares da capital vão transmitir o debate de domingo, realizado pela TV Record, e o último, organizado pela TV Globo e que ocorrerá no dia 24.

Frequentadores do Na Mata Café também assistiram ao debate entre Aécio Neves e Dilma (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Frequentadores do Na Mata Café também assistiram ao debate entre Aécio Neves e Dilma (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

No NaMata Café, no Bairro de Lourdes, na Região Centro-Sul, o debate foi transmitido em um telão instalado em espaço geralmente usado como boate. A maior parte do público recebido pelo café apoiava a candidatura de Aécio Neves. Os frequentadores riam das perguntas e respostas da presidente Dilma e aplaudiam as participações do tucano.

O proprietário do estabelecimento é o presidente da Abrasel-MG, Fernando Júnior. O empresário, um dos idealizadores da campanha da associação, disse que apoiadores de ambos os partidos eram bem-vindos aos bares. “É igual Cruzeiro e Atlético. Ninguém é proibido de assistir ao jogo em um bar. Mas se um atleticano chegar a um bar que só tenha cruzeirense, ele fica inibido de entrar”, comparou o empresário.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade