Publicidade

Estado de Minas

Últimas pesquisas dão onda de entusiasmo no PSDB

Aécio e a Pimenta da Veiga estão confiantes de que chegarão ao 2º turno


postado em 28/09/2014 06:00 / atualizado em 28/09/2014 07:43

Flávia Ayer

(foto: Marcos Fernandes/Coligacao Muda Brasil )
(foto: Marcos Fernandes/Coligacao Muda Brasil )

A uma semana das eleições, tucanos estão tomados pelo entusiasmo e confiantes na participação da legenda no segundo turno da disputa das urnas no Brasil e em Minas Gerais. O ânimo vem de resultados das últimas pesquisas, que mostram um acirramento da corrida eleitoral nessa reta final. No plano nacional, os números do Instituto Sensus indicam que a recuperação do presidenciável Aécio Neves (PSDB) e a queda da candidata Marina Silva (PSB) já levam os dois adversários para um empate técnico na disputa pelo segundo lugar. Em Minas, a distância de apenas nove pontos entre o primeiro colocado, Fernando Pimentel (PT), e Pimenta da Veiga (PSDB), além do alto número de votos nulos, brancos e indecisos (39,7%), deixam os tucanos também animados.

De acordo com a pesquisa do Instituto Sensus, divulgada na última sexta-feira, a ex-senadora Marina Silva tem 25% dos votos, contra 20,7% do ex-governador de Minas Aécio Neves. Considerada a margem de erro de 2,2 pontos, eles já se encontram em empate técnico. Já a presidente Dilma Rousseff se mantém na liderança, com 35% das intenções de voto. Soma-se a essa disputa acirrada, a dúvida do eleitor. “Pela pesquisa, 32% dos eleitores já definiram seu voto, mas podem mudar”, afirma o diretor do Sensus, Ricardo Guedes.

Segundo ele, a análise do compilado dos últimos resultados de todas as pesquisas eleitorais já divulgadas até então mostra tendência de queda de Marina e ascensão de Aécio. “Quando Marina chega ao ápice da popularidade, ela passa a ter problemas de imagem devido aos ataques e devolve pontos para Dilma e Aécio, que começa a subir. A tendência é que as curvas (de intenção de voto) de Marina e Aécio se cruzem, matematicamente, no próximo fim de semana”, afirma Guedes.

Ao lado do jogador Ronaldo e do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), Aécio Neves fez campanha ontem na Região Metropolitana de São Paulo, nos municípios de Osasco e Carapicuíba, e falou em “hora da arrancada” e “virada”. “Estamos em uma rota de crescimento e estaremos no segundo turno porque quem quer derrotar o PT, cada vez mais percebe que a nossa candidatura é a que tem condições de enfrentá-los”, afirmou.

Ronaldo aproveitou o jargão do futebol para falar do momento vivido na campanha. “Quero dizer que de virada é mais gostoso. A gente vai virar esse jogo”, disse. Aécio também participou ontem de encontro com cafeicultores em Varginha, no Sul de Minas. Na página do Facebook, o ex-governador de Minas também anunciou que “a virada começou”.

Depois da comoção pela morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, o coordenador de campanha do PSDB ao governo de Minas, o deputado federal Alexandre Silveira avalia que a disputa está sendo tomada por “onda de consciência”. “Está público e notório que a candidatura do Aécio aponta para a mudança que o Brasil quer”, afirma. Segundo ele, na última semana, haverá concentração de forças no Sudeste, Sul e Centro-Oeste. Hoje, Aécio cumpre agenda em São João del-Rei, terra do avô, o ex-presidente Tancredo Neves, onde vai também aproveitar para batizar os filhos gêmeos, Julia e Bernardo. “Aécio sempre respeitou as boas tradições mineiras e vem dar mais um gesto de respeito em sua terra natal, demonstrando reverência a Minas e aos mineiros”, completa.

MINAS O Instituto Sensus também divulgou pesquisa para as eleições ao governo de Minas. O petista Fernando Pimentel (PT) lidera com 31,2% da preferência dos eleitores, contra 22,2% do tucano Pimenta da Veiga, segundo colocado. Segundo o levantamento, 39,7% do eleitorado vai votar nulo, branco ou não soube responder. “Quando se analisa os votos válidos, encontramos Pimentel com 51,8% e Pimenta da Veiga com 36,8%, sendo que a margem de erro é de 2,5 pontos. Qualquer variação positiva de Pimenta gera um segundo turno”, afirma Guedes.

Além da pesquisa do Sensus, tucanos comemoram a pesquisa Datafolha em Minas divulgada na sexta-feira. Pimentel tem 36% das intenções de voto, com margem de erro de três pontos percentuais. Já Pimenta da Veiga soma 25% da preferência dos eleitores. “Somando o nosso candidato com os demais, já tem de 33% a 36% dos votos (o que levaria a segundo turno). A leitura que temos pelo cruzamento dos dados é da tendência de que 65% dos eleitores indecisos migrem para Pimenta da Veiga. Se não ganharmos no primeiro turno, temos larga vantagem no segundo”, anima-se Alexandre Silveira.

A estratégia do PSDB em Minas nessa reta final é clara. “Queremos continuar mostrando que há dois projetos para Minas: aquela que contribui para a desmoralização das boas práticas da política, que é o governo do PT, e o outro projeto de gestão vitoriosa. Quando governador, Aécio saiu com 92% de aprovação dos mineiros. O seu sucessor, Antonio Anastasia, se tornou conhecido no país como o maior gestor público de Minas”, diz Silveira, se referindo aos dois principais padrinhos políticos de Pimenta da Veiga. “Nosso candidato já demonstrou para os mineiros que têm conteúdo e história”, completa.

Viagem O ex-ministro das Comunicações Pimenta da Veiga (PSDB), candidato ao governo de Minas, mantém a certeza na vitória e vai viajar por todo o estado nos últimos dias de campanha. “Vamos andar muito, porque tenho absoluta segurança de que vamos vencer as eleições”, disse, em visita ontem ao Bairro Cabana Pai Tomás, na Região Oeste de Belo Horizonte. Pimenta da Veiga estava acompanhado do prefeito Marcio Lacerda, que abriu dissidência no PSB para apoiar o tucano. Os dois calculam que falta conquistar apenas 200 mil votos para que a disputa parta para o segundo turno em Minas.

“Se você trabalha apenas com os votos válidos, essa é a conta que o TRE (Tribunal Regional Eleitoral) faz, a frente pela pesquisa é de 51% a 40% aproximadamente. A possibilidade de um segundo turno depende apenas de 200 mil votos”, apontou Lacerda. Na verdade, em relação aos votos válidos, a pesquisa apontou que Fernando Pimentel (PT) aparece com 51% contra 36% de Pimenta da Veiga. Segundo o candidato do PSDB, levantamentos internos do partido enchem a campanha tucana de entusiasmo. “Recebi informações de diversas regiões de Minas, em que já estamos aplicando uma frente confortável”, afirmou Pimenta.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade