Publicidade

Estado de Minas

Aécio critica 'improviso' das propostas de governo de Marina Silva

Candidato do PSDB cobra de Marina mais clareza nas propostas de governo na área econômica


postado em 01/09/2014 00:12 / atualizado em 01/09/2014 07:48

Aécio bate-bola e conversa com atletas e artistas durante jogo promovido ontem pelo ex-jogador Zico (foto: Igo Estrela/Coligação Muda Brasil)
Aécio bate-bola e conversa com atletas e artistas durante jogo promovido ontem pelo ex-jogador Zico (foto: Igo Estrela/Coligação Muda Brasil)

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, cobrou nesse domingo da também candidata Marina Silva (PSB) uma posição clara sobre suas propostas de governo, especialmente em relação às políticas econômica e externa. O tucano classificou o programa da ex-senadora, divulgado na sexta-feira, como contraditório e disse mais uma vez que o Brasil não é para amadores. “O que é importante neste momento em que vamos tomar uma decisão dessa dimensão para o futuro do Brasil é que cada candidato diga com absoluta clareza o que pretende fazer lá adiante, em relação à política econômica e em relação à política externa. Não conheço ainda posições dela em relação à nossa política externa, em relação aos programas de transferência de renda; vamos aguardar que daqui até a eleição ela possa externar as suas posições”, disse Aécio, que participou ontem, no Rio de Janeiro, de um jogo de futebol organizado pelo ex-jogador Zico em apoio à candidatura tucana.

Segundo o candidato, a ex-senadora mudou de posição em relação ao que ela pregava no passado, quando era filiada ao PT. Para ele, houve uma “evolução”. “Mas é preciso que se explique porque num tempo tão curto, tão pouco tempo atrás nós não tivemos o apoio dessas mesmas forças políticas para que o Brasil aprovasse a Lei de Responsabilidade Fiscal, para que nós defendêssemos o agronegócio como instrumento fundamental da nossa economia da geração de empregos, da geração de renda e várias ações importantes”, afirmou o tucano.

Aécio disse ainda que o momento é de gravidade e que o Brasil “não comporta mais improviso” e precisa muito mais do que candidatos com boas intenções. “É muito importante dada à gravidade da crise que os brasileiros pensem, avaliem a história de cada um dos candidatos, aquilo que eles fizeram quando tiveram oportunidade de fazer. Eu respeito as boas intenções de todos os candidatos e candidatas, mas o Brasil precisa de mais do que isso.”

O candidato do PSDB declarou ainda que já é certa a derrota de Dilma Rousseff (PT) na eleição. “O atual governo fracassou, essa é a questão central, e não vencerá as eleições o grupo que está hoje no poder”, cravou o tucano.

ESPORTE Durante o evento, Aécio assinou uma Carta Compromisso pelo Esporte Brasileiro. Nela, o candidato se compromete a estimular a prática esportiva e torná-la uma ação de Estado para melhorar a qualidade de vida dos brasileiros. O documento tem nove pontos, entre eles a desburocratização da legislação e a criação de um comitê para promover parcerias entre os entes públicos, com o objetivo de estimular o esporte no país. A partida de futebol contou com a participação de atletas e  artistas, entre eles Alexandre Torres, Bebeto, Giovani, Dadá Maravilha, Helton Leite, Márcio Garcia, Bruno Coimbra, Maurinho, Ricardo Cruz, Fagner, Eri Johnson, Claudio Adão, Robson Caetano, Maciel e Ricardo Rocha. De uniforme azul e amarelo, cores do PSDB, Aécio jogou com a camisa 45, número do partido, e Zico com a 10, mesmo número que usava quando jogou no Flamengo. O time do candidato tucano venceu a pelada por 5 a 3.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade