Publicidade

Estado de Minas

Ibope: Dilma tem 34%; Marina, 29%; e Aécio, 19%


postado em 26/08/2014 18:31 / atualizado em 26/08/2014 19:21

Nova pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira mostra que a presidente Dilma Rousseff (PT) estaria à frente da nova candidata do PSB, Marina Silva, se o primeiro turno da eleição fosse hoje. O levantamento mostra Dilma com 34% das intenções de voto ante 29% de Marina Silva e 19% de Aécio Neves. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. Os números demonstram que a herdeira da vaga de Eduardo Campos - que morreu em um acidente aéreo -, ainda se beneficia da comoção causada pela morte do companheiro de chapa. Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL) têm 1% das intenções cada e os outros candidatos somam 1%. Brancos e nulos são 7% e indecisos, 8%.

No levantamento anterior do Ibope, feito entre 3 e 7 de agosto, quando o cenário considerava Eduardo Campos como candidato do PSB, Dilma tinha 38% das intenções de voto, Aécio, 23% e Campos, 9%. Brancos e nulos somavam 13% e indecisos, 11%. Na primeira pesquisa a incluir Marina Silva como candidata, feita pelo Datafolha entre 14 e 15 de agosto, a ex-senadora aparecia com 21%, empatada tecnicamente com Aécio, com 20%. Dilma tinha 36% das intenções de voto. Brancos e nulos eram 8% e indecisos, 9%.

Segundo o PSB, o uso do jato foi autorizado pelos empresários João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho e Apolo Santana Vieira e permaneceria em serviço até o final da campanha eleitoral

Espontânea

Na pesquisa espontânea, em que os nomes dos candidatos não são apresentados aos entrevistados, Dilma aparece em primeiro, com 27% das intenções de voto. Marina vem em segundo, com 18%, seguida de Aécio, com 12%. Outros somam 2%, brancos e nulos são 12% e 28% não souberam ou não responderam.

No levantamento Ibope mais recente, Dilma aparecia com 25%, Aécio com 11% e o então candidato Eduardo Campos com 4%. Brancos e nulos eram 15% e 43% não sabiam ou não responderam.

A pesquisa Ibope foi realizada entre 23 e 25 de agosto, por encomenda da Rede Globo e do jornal O Estado de S. Paulo. Foram feitas 2506 entrevistas em todo o País. A margem de erro máxima é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, em um nível de confiança estimado de 95%. Ou seja, se fossem feitas 100 pesquisas idênticas a esta, 95 deveriam apresentar resultados dentro da margem de erro. A pesquisa foi registrada na Justiça eleitoral com o número BR-428/2014.

 Com Agência Estado


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade