UAI
Publicidade

Estado de Minas

Dilma anuncia Berzoini nas Relações Institucionais e Ideli vai para Direitos Humanos

A presidente confirmou as mudanças através de nota divulgada pela Secretaria de Comunicação. Essa é a 15ª mudança nos ministérios desde o início da reforma


postado em 28/03/2014 16:18 / atualizado em 28/03/2014 16:44

 Ricardo Berzoini (PT) assume a articulação do governo em um momento em que o Planalto enfrente dificuldades no Congresso (foto: Zeca Ribeiro/Camara dos Deputados)
Ricardo Berzoini (PT) assume a articulação do governo em um momento em que o Planalto enfrente dificuldades no Congresso (foto: Zeca Ribeiro/Camara dos Deputados)

A presidente Dilma Rousseff anunciou nesta sexta-feira mais uma rodada de mudanças nos ministérios. Nessa troca, a ministra Ideli Salvatti, que antes era a responsável pela Secretaria de Relações Institucionais, assume a Secretaria de Direitos Humanos no lugar de Maria do Rosário. Rosário deixa o governo para concorrer às eleições deste ano. Quem passa a responder pela articulação e interesses do Planalto no Congresso é o deputado federal Ricardo Berzoini (PT). Esta é 15ª mudança nos ministérios, desde que Dilma começou a reforma.

Na nota divulgada pela Secretaria de Comunicação, a presidente agradeceu a "dedicação, competência e lealdade de Maria do Rosário ao longo de seu governo e tem certeza de que ela continuará dando sua contribuição ao país”. A posse dos novos ministros será na próxima terça-feira, às 11h,

O deputado federal Ricardo Berzoini é filiado ao PT desde 1980. No primeiro governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi ministro de duas pastas: Previdência e Assistência Social, e Trabalho e Emprego. Entre 2005 e 2010, Berzoini foi presidente nacional do PT, partido do qual já foi vice-líder na Câmara. Funcionário de carreira do Banco do Brasil desde 1978, o novo ministro tem curso superior incompleto de engenharia.

À frente da Secretaria de Relações Institucionais desde junho de 2011, Ideli Salvatti está no segundo mandato de senadora. No Senado, atuou como líder do PT e do bloco de apoio ao governo, e como líder do governo no Congresso. Antes de assumir a Secretaria de Relações Institucionais, Ideli foi ministra da Pesca e Aquicultura nos primeiros meses do governo Dilma. Antes de ser senadora, foi deputada estadual de Santa Catarina também por dois mandatos.

Com Agência Brasil


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade