Publicidade

Estado de Minas

Falta quórum para votar MP dos Portos


postado em 15/05/2013 13:26 / atualizado em 15/05/2013 13:28

Cerca de uma hora após o início da sessão extraordinária para apreciação dos destaques à Medida Provisória dos Portos (MP 595/2012), o plenário da Câmara ainda não contava, nesta quarta-feira, com a quantidade mínima de 257 deputados para que ocorra votação. O painel eletrônico indica, neste momento, a presença de apenas 187 parlamentares. O texto-base foi aprovado por volta das 20h dessa terça-feira e 12 destaques foram analisados ao longo da madrugada. Ainda restam 14 destaques a serem analisados hoje.

Para a matéria não caducar, o governo batalha pela aprovação ainda hoje na Câmara, de modo que seja possível enviá-la ao Senado em seguida, para leitura, e votá-la amanhã. A MP perde a validade na madrugada de quinta para sexta-feira.

O líder do PT no Senado, Wellington Dias (PT-PI), considera que "o maior inimigo da regra dos portos é o tempo". "Ou tem acordo ou é real o risco de a Câmara não apreciar em tempo de o Senado votar", disse ao Broadcast, serviço de informações em tempo real da Agência Estado. A esperança dele é que os deputados aprovem o projeto a tempo de ser lido ainda hoje no plenário do Senado.

O senador petista avalia que lá o governo tem "maioria confortável". "E o lado bom é que o projeto já vai chegar no Senado mais desenhado", afirmou. Neste momento, acontece a sessão extraordinária no plenário da Câmara para apreciação dos 14 destaques à MP dos Portos que não foram analisados ontem.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade