Publicidade

Estado de Minas

Lacerda e Délio registram candidatura na capital em meio a tumulto

O candidato à reeleição aproveitou para reclamar da interferência do presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, que obrigou o partido a coligar com o PT


postado em 05/07/2012 18:43 / atualizado em 05/07/2012 21:33

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
O prefeito Marcio Lacerda (PSB), candidato à reeleição, e seu vice na chapa, deputado Délio Malheiros (PV), tiveram dificuldades para fazer o registro da candidatura no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na tarde desta quinta-feira, na capital mineira. A chegada dos dois foi bastante tumultuada. Houve muita gritaria, sons de buzina e apitos devido a um protesto dos servidores da Justiça Eleitoral que estão em campanha salarial e realizaram ato na porta da instituição. Além dos funcionários, militantes de vários partidos acompanharam a movimentação no TRE, onde também estiveram hoje os candidatos Patrus Ananias (PT) e Aloisio Vasconcelos (PMDB).

No momento em que registrava a candidatura, Lacerda reclamou da interferência do prefeito de São Paulo e presidente nacional do PSD, Gilberto Kassab, que pediu ao partido na capital para mudar de lado e apoiar a candidatura de Patrus. “Será que ele [Kassab] ficaria satisfeito se eu interferisse na campanha por lá?”, questionou. Na previsão de gastos de campanha para a reeleição do atual prefeito estão despesas em torno de R$ 35 millhões, conforme adiantou o Blog da Bertha.

Apoio

Mais cedo, o PMN oficializou a desistência de lançar candidatura própria e a entrada na chapa de Marcio Lacerda. De acordo com nota assinada pelo presidente municipal da legenda, vereador Hugo Thomé, e pela presidente estadual, Thelma Santos, o atual “contexto político construído na capital mineira” fez com que o partido desistisse de ser cabeça de chapa. O partido manteve apenas a chapa para candidatos a Câmara Municipal de Belo Horizonte.

Com informações de Leonardo Augusto


Publicidade