Publicidade

Estado de Minas TRANSFORMANDO VIDAS

Corpo e mente em ação

Atividades físicas com baixo custo são opções na busca por hábitos de vida saudáveis


Sesc MG
Conteúdo patrocinado
Sesc MG
postado em 19/10/2018 19:28 / atualizado em 19/10/2018 20:11

"Minha primeira prova de corrida de rua foi a etapa de 5,8 quilômetros do Projeto Corra Pro Hexa, do Sesc. Eu me apaixonei, nunca mais parei e pretendo continuar. Sinto-me realizada e motivada a ultrapassar os meus limites. Já corri até 20 quilômetros em uma prova" - Lêda Santos de Melo, 61 anos, aposentada, que participou de todas as provas do Circuito Sesc de Corridas em BH (foto: arquivo pessoal)
A preocupação com a saúde não é necessariamente o gatilho que impulsiona a pessoa a inserir a prática de atividades físicas em sua vida. Para alguns, paralelamente ao combate à hipertensão, diabetes, febre reumática ou arritmia cardíaca, há outras motivações envolvidas, como a possibilidade de socialização, a vontade de viver e aproveitar a vida. Esse foi o caso de Lêda Santos de Melo, de 61 anos, aposentada, que descobriu na corrida uma maneira de viver melhor e mais feliz.

"Quando me aposentei, decidi que não queria ficar parada. Então, meu primeiro contato com a corrida foi pelo Circuito de Corridas do Sesc, em 2012, e me apaixonei com o astral do percurso, com a possibilidade de fazer amigos e interagir com as pessoas", comenta.

Aliado na busca por bem-estar, o esporte é capaz de promover hábitos saudáveis e momentos de integração. Pensando nisso, e em oportunizar a prática de atividade física por meio de ações de baixo custo e de fácil acesso para a população é que instituições como o Sesc têm oferecido diversos projetos esportivos e de lazer. Com calendário anual, as provas são realizadas na capital e em todo o estado, com o objetivo de democratizar o acesso à atividade.
"Além do desenvolvimento físico-esportivo, a corrida de rua é mais uma alternativa saudável de lazer em que o prazer e a integração social permitem que o indivíduo possa praticar com outras pessoas do seu círculo de amizade, possibilitando ainda a melhoria da qualidade de vida", afirma Fabiano Ribeiro de Oliveira, gerente de desenvolvimento físico-esportivo do Sesc.
Manter-se ativo auxilia na redução do estresse, na melhora da depressão e da autoestima, como constatou o Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos não Transmissíveis e Promoção da Saúde do Ministério da Saúde (CGDANT/MS). Foi exatamente na autoestima que a corrida atuou na vida da aposentada Lêda Melo."O Circuito Sesc de Corridas transformou minha perspectiva de vida depois da aposentadoria. Sou muito mais feliz, amo correr, ultrapassei os meus limites e sinto que estou viva. Se pudesse resumir todo esse sentimento em uma palavra, seria realização", comenta.

ESPORTE COM AMOR

Quem é o seu maior herói? Há quem se inspire em um ídolo ou em pessoas famosas que estampam capas de jornais com frequência. No entanto, nossa maior inspiração pode estar mais perto do que se imagina. Melhor ainda se for alguém com essa mesma representatividade, capaz de nos motivar a ir mais longe, em todos os sentidos, inclusive no esporte. Esse sentimento, o pequeno Gabriel Victor Coelho Ferreira, de 4, conhece bem. Em julho deste ano, ele participou do Ciclo Sesc, em Timóteo, no Vale do Aço, que levou 200 pessoas para as ruas da cidade. A ideia é que os participantes utilizem bicicletas e possam reconhecer os patrimônios históricos das cidades, como forma de resgate e preservação da memória.
Acompanhado de sua mãe, Patrícia Ferreira Costa, de 30, do lar, e de seu avô, Gerson Barcelos, de 62, aposentado, Gabriel completou, com êxito, os 13 quilômetros do percurso, mas teve um incentivo especial. Seu avô, que pedala e joga futebol, foi de bicicleta de Coronel Fabriciano a Timóteo, distância de 10 quilômetros, apenas para participar do Ciclo Sesc com seu neto.

Superação e confiança

"Pedalei muito, mamãe, sou forte igual ao Hulk, eu não desanimei, eu consegui, sou campeão"

A história com os pedais vem de alguns anos, quando o avô restaurou uma bicicleta antiga, enferrujada, e a deu de presente para o neto."Foi com essa bicicleta velha, pesada, dura e torta que Gabriel conseguiu finalizar o percurso do Ciclo Sesc, sempre incentivado pelo avô, que era a única pessoa de quem ele aceitava ajuda", comenta a mãe, orgulhosa.
Para Gabriel, conseguir finalizar o percurso teve sabor ainda mais especial. Quando ele tinha 1 ano e 9 meses, passou por tratamento delicado de uma doença chamada mononucleose, ficando entre a vida e a morte."Ver o meu filho pedalando os 13 quilômetros com saúde foi uma alegria enorme. Agradeço ao Sesc, que proporcionou esse momento para minha família e despertou em meu filho a vontade de se superar", diz. Patrícia afirma, ainda, que o Ciclo Sesc incentivou a realização de passeios de bicicleta nos fins de semana, com Gabriel e seu marido.

"Pedalei muito, mamãe, sou forte igual ao Hulk, eu não desanimei, eu consegui, sou campeão" - Gabriel Victor Coelho Ferreira, de 4 anos, que finalizou o percurso de 13 quilômetros do Ciclo Sesc, em Timóteo, acompanhado do avô, Gerson Barcelos, e da mãe, Patrícia Ferreira Costa ) (foto: Dan Costa/Divulgação)
É justamente o poder transformador do esporte e do lazer e a conscientização pela busca de hábitos de vida mais saudáveis que motivaram o Sesc a promover ações como o Ciclo Sesc."O desafio é fazer com que as pessoas percebam a bicicleta como um meio de lazer e transporte, esse equipamento que as crianças adoram. O propósito da ação é justamente resgatar essa paixão de infância e torná-la um hábito de vida", informa o gerente de desenvolvimento físico-esportivo do Sesc.

Por falar em hábito de vida, estudo realizado pelo Instituto de Saúde Global Barcelona (ISGlobal) mostrou que ir ao trabalho de bicicleta é um dos maiores benefícios à saúde. A caminhada ficou em segundo lugar como forma de deslocamento mais benéfico. Esse dado está ligado a um dos pilares do Ciclo Sesc, que trata da educação ambiental e remete à prática do esporte como estímulo ao uso da bicicleta como meio de transporte, visando fomentar a mobilidade urbana, ou seja, buscando mais sustentabilidade nas cidades, reduzindo, assim, a emissão de gases poluentes nocivos ao meio ambiente e à saúde.

O Ciclo Sesc conta ainda com outros dois pilares: o lazer ativo, em que o objetivo é fomentar a adesão à atividade física no tempo livre, como uma forma de manutenção da saúde e melhoria da qualidade de vida; e a educação patrimonial, cujo objetivo é a valorização das identidades e memórias que compõem o patrimônio histórico-cultural local, sensibilizando a comunidade quanto à preservação de seu patrimônio e de sua memória. O passeio pode ser realizado com paradas para exposição e informações pontuais ou sem paradas, mas destacando os locais históricos do percurso.
Confira o calendário oficial do Circuito Sesc de Corridas 2018 em www.circuitosesc.com.br e a programação do Ciclo Sesc e de outras atividades esportivas no www.sescmg.com.br

Realização da primeira edição dos projetos
Circuito Sesc de Corridas: julho/2012
Ciclo Sesc: setembro/2013

Inscritos desde a primeira edição dos dois projetos
Circuito Sesc de Corridas: 24.493
Ciclo Sesc: 14.533

Cidades atendidas desde a primeira edição dos dois projetos
Circuito Sesc de Corridas: 11
Ciclo Sesc: 18


Publicidade