Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas BUROCRACIA

Dificuldade em carregar cartão irrita mineira


postado em 06/02/2020 04:00


Maria José Starling
Sydney – Austrália

“A Transfácil agora já achou um meio de roubar dos pobres passageiros que utilizam cartão de transporte. Não bastasse cobrar R$ 1 por cada recarga, agora não permite, como era possível antes, recarregar mais de R$ 100 por vez e por dia, por recarga. Só permite que se faça a recarga uma vez por dia, e leva ainda 72 horas – ou melhor, 72 horas contadas de dia úteis – para permitir que o empregado use esse cartão. Isso significa que leva 72 horas para lançar o valor no cartão do trabalhador. Enquanto isso, o empregado ou empregada é obrigado a pagar sua passagem em dinheiro, se quiser ir trabalhar. A cada recarga, o trabalhador é obrigado a pagar uma taxa em cima do valor que recarrega. Ladroagem maior que essa em país nenhum existe. Estou morando em Sydney, na Austrália, querendo ajudar minha ex-empregada a recarregar o cartão de transporte e recebo essa bela notícia. Brasil não evolui, só furta o próprio Brasil e viola o Código de Defesa do Consumidor. Será que o senhor prefeito sabe disso? Será que ele concorda e aplaude? Não dá mais para morar no Brasil. Absurdo!”

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade