Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Publicidade

Estado de Minas POLÍTICA

Reformas no sistema são pedidas por leitor


postado em 13/12/2019 04:00

Gledsom Luiz Coutinho
Belo Horizonte

"Eu sonho com um Brasil em que os políticos sejam diferentes dos atuais. Hoje, a maioria deles não se elege para trabalhar para o povo, mas para fazer carreira. A partir daí, vendem a alma ao diabo, aos grandes empresários, aos políticos de cargos superiores, aos amigos e às aspirações de encher bolso. São insaciáveis. É por isso que sonho com um Brasil em que ao cidadão seja permitido eleger-se em apenas duas eleições sucessivas. Ao fim do segundo mandato, exercido integralmente ou não, ele ficará impedido de disputar uma terceira eleição e não poderá, também, ocupar cargo de primeiro escalão na administração pública. No meu Brasil, será fechada ou desapropriada toda empresa que, comprovadamente, corrompa servidor público. Por sua vez, esse será imediatamente demitido do cargo, preso, se for o caso, e terá de devolver todo o dinheiro recebido ilegalmente e transferir para o poder público os bens que tenha adquirido com recursos subtraídos. Corruptos serão, defi- nitivamente, afastados da administração pública. Membros do Judiciário não serão nomeados pelo Executivo para não se tornar politicamente submissos a ele, como parece ser o caso de alguns componentes do STF. Serão eleitos por colegiados compostos de juristas de destaque. Sonho, enfim, com um Brasil do qual não me envergonhe como o de hoje. Considero indispensáveis essas mudanças e muitas outras, igualmente ou mais profundas, a começar pela implantação imediata de uma educação básica dos 6 aos 15 anos, rigorosamente democrática, de primeira qualidade. Mudança demorada, é certo, mas não há outra capaz de, efetiva e definitivamente, consertar o país. Jamais teremos as mudanças que desejo, pois elas se contrapõem, frontalmente, aos interesses básicos da maioria dos políticos."


Publicidade