Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

A evolução da TV digital


postado em 22/12/2018 05:04

Copa do Mundo e eleições foram alguns dos grandes acontecimentos que marcaram o ano de 2018. Mas para o mercado de radiodifusão, há um elemento a mais nessa retrospectiva: o desligamento do sinal de TV analógico em todas as capitais brasileiras.


Foram dois anos de trabalho intenso da equipe do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (Fórum SBTVD), juntamente com representantes do governo federal, para cumprir, dentro do tempo estimado, o switch off das 26 capitais, mais o Distrito Federal. Isso significa que o país já entrará em 2019 com cerca de 1.400 cidades totalmente digitais, o que representa mais de 70% da população.


O cronograma obedece, quase que cirurgicamente, ao que havia sido projetado em 2016. Todas as cidades previstas puderam se adequar à mudança. Muito desse sucesso vem da iniciativa do governo em distribuir kits de TV digital para a população de baixa renda inscrita no cadastro único. Foram quase 14 milhões de equipamentos distribuídos até o momento.
Mas não se começa um ano apenas olhando pelo retrovisor. Os próximos meses reservam uma agenda de trabalho intenso e de importantes negociações para o setor. A começar pela segunda fase do desligamento, que abrange pequenos municípios. Ainda mais desafiadora do que a primeira, essa etapa exigirá grande mobilização dos players para que o sinal digital chegue às demais regiões.


Além disso, abriu-se uma nova perspectiva para 2019: uma nova plataforma de interatividade promete revolucionar a experiência dos telespectadores. Já no início do ano teremos nas prateleiras televisores aptos a transmitir uma programação aberta integrada com recursos da internet. Com isso, será possível assistir a um capítulo de novela e, ao término dele, receber sugestões de novos episódios disponíveis em plataformas por streaming.


Essas pautas são apenas um pequeno exemplo do que o futuro da televisão no Brasil nos reserva. As discussões em torno da evolução do padrão de TV digital adotado (ISDBT) estão a todo vapor. Áudio imersivo e HDR deverão ser uma realidade para todos os brasileiros em breve. E a expectativa é futuramente migrar para um novo padrão. O mundo já fala e convive com a tecnologia 4K (ultra HD) e o Brasil não pode ficar para trás. A televisão aberta levou 60 anos para migrar da TV analógica para a digital, que já está presente há mais de 10 anos. A partir de agora, esses saltos tecnológicos ocorrerão em espaços cada vez mais curtos e, certamente, 2019 guarda muitas surpresas positivas para os telespectadores. Mas isso dependerá do trabalho intenso de todos os setores envolvidos nesse mercado. O Fórum SBTVD não irá parar, e quem quiser participar dessa revolução que nos acompanhe.


Publicidade