UAI
Publicidade

Estado de Minas DENÚNCIA NAS REDES SOCIAIS

Médica reclama de paciente com infecção urinária e gera revolta nas redes

'Medicina por amor': ironizou perfil após publicação da suposta profissional no Twitter; veja repercussão


23/05/2022 17:27 - atualizado 23/05/2022 18:43

Fotos da suposta médica com 'print' do comentário
A suposta médica privou as redes sociais (foto: Reprodução Redes Sociais)
O Twitter foi tomado por uma discussão sobre ética na medicina neste domingo (23/5), por causa de uma postagem polêmica de uma suposta médica. A profissional reclamou, em seu perfil aberto na rede social, de um paciente com infecção urinária que precisou ser atendido no fim de semana. 
 "Tem que ser muito filho de uma p* para parar no Pronto Socorro à 1 hora da manhã por conta de uma infecção urinária", escreveu o perfil “Mari Lima”. 

O comentário viralizou por outro perfil, que tirou uma captura de tela da publicação de Mari e postou com a seguinte legenda: “Daí você passa mal, vai para o hospital e sua médica é essa daqui”, disse. 
 
Nos comentários da publicação, outros internautas descobriram o perfil no Instagram da suposta médica e o que seria o registro no Conselho Federal de Medicina. 
 
Ainda conforme os "detetives da internet", a suposta médica se formou em uma faculdade particular em Porto Velho, no estado da Rondonia. 
 
 
Outro usuário do Twitter expôs outros comentários da suposta médica no Twitter, como uma publicação em que reclama de gestantes e de pacientes na UPA durante o fim de semana. 

A publicação da captura de tela conta com mais de 218 mil curtidas e 20 mil comentários, a maioria criticando a suposta médica. 
 
Os perfis no Instagram e no Twitter da autora estão no modo privado, abertos apenas para seguidores dela.  

Críticas

Os comentários na publicação original se dividiram em três grupos: os perfis que criticaram a dona da postagem por expor a suposta médica, relatos de pacientes que não tiveram bons atendimentos nos hospitais e críticas à suposta profissional. 
 

Denúncia

Além das críticas na rede social, outros perfis denunciaram a suposta médica para o Conselho Federal de Medicina por "violação do Código de Ética Médica". 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade