UAI
Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Imperial College: taxa de transmissão da COVID volta a subir no Brasil

Universidade inglesa aponta que o índice ultrapassa 1 novamente no país. Agora está em 1,06, contra 0,99 da semana passada


23/11/2021 18:28

Taxa de transmissão da COVID volta a subir no Brasil
Taxa de transmissão da COVID volta a subir no Brasil, aponta estudo (foto: Marcelo Ferreira/ CB DA Press)

Levantamento atualizado pela Imperial College de Londres na segunda-feira (22/11) mostra que a taxa de transmissão da COVID-19 subiu e está em 1,06. Isso significa que 100 pessoas infectadas transmitem o coronavírus para outras 106. Na semana passada, o índice estava em 0,99, o que indica aumento na transmissão do vírus.

Segundo a margem de erro das estatísticas, o índice pode estar entre 0,78 e 1,12. Nessa hipótese, cada 100 indivíduos infectariam outros 78 (caso a taxa seja menor) ou outras 120 pessoas (se a taxa for maior).

O índice é representado por "Rt" e mostra o "ritmo de contágio", por meio de números, de uma doença. Quando é maior que 1, cada paciente infectado transmite um patógeno para mais de uma pessoa.
Apesar da alta no Rt, conforme atualizado pela Imperial College, o Brasil mantém tendência de queda nas mortes pela COVID-19. Na última sexta-feira (19), o Ministério da Saúde anunciou a marca de 300 milhões de imunizantes aplicados no país, o que influenciou na redução de óbitos. "Desde o pico da pandemia, registrado em abril, a média móvel de óbitos caiu 91,7%", informou a pasta.

De acordo com a Our World In Data, 6 em cada 10 pessoas no Brasil estão totalmente vacinadas (60,04%) - com pelo menos duas doses - contra a COVID. Já o percentual de indivíduos parcialmente imunizados está em 15,87%. No mundo inteiro, conforme a plataforma, mais da metade da população recebeu ao menos uma dose da injeção anticovid (53,4%); e apenas 5% das pessoas em países de baixa renda receberam pelo menos uma dose.

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 157,6 milhões de brasileiros receberam a primeira dose, e 129,8 milhões tomaram as duas doses ou dose única da vacina. "Com isso, 73,3% da população-alvo completou o ciclo vacinal. Se todos os 21 milhões de brasileiros voltarem aos postos para a dose 2, o número de pessoas com o esquema completo será de quase 85%", comunicou a pasta na sexta-feira.

*Estagiário sob a supervisão de Andreia Castro


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade