UAI
Publicidade

Estado de Minas RACISMO

Blackface: criança branca é pintada de preto em escola do TO

Colégio Adventista afirmou que se tratava de uma 'caracterização e que não pintou ou estimulou a pintura corporal', sendo que a criança pintada pela mãe


20/11/2021 17:12 - atualizado 21/11/2021 09:07

Na foto, criança branca pintada com tinta preta e usando uma peruca
Na foto, criança branca pintada com tinta preta e usando uma peruca (foto: Redes sociais/reprodução)
Imagens de uma criança branca pintada de preto participando de um evento do Dia da Consciência Negra em uma escola de Gurupi, no Tocantins, repercutiram nas redes sociais. Isso porque a prática, conhecida como 'blackface', é considerada racista. As informações foram reveladas pelo G1 neste sábado (20/11).


SAIBAMAIS]Uma das fotos publicadas nas redes sociais da escola infantil mostra %u200Buma criança branca pintada com tinta preta e usando uma peruca simulando o cabelo black power.

Segundo a reportagem, o Colégio Adventista afirmou que se tratava de uma 'caracterização, e que não pintou ou estimulou a pintura corporal'. 


"Dia 20 de novembro comemora-se o Dia Nacional da Consciência Negra. E hoje nossos alunos vieram caracterizados para comemorarmos este dia tão importante e para refletirmos o quanto Deus nos tornou irmãos e que perante Ele, somos todos iguais. Me conta aqui nos comentários se você gostou da caracterização dos nossos alunos", postou a escola na rede social.

A escola esclareceu que apenas uma criança foi caracterizada dessa forma pela mãe, não várias como a reportagem citou anteriormente. 

Após a repercussão negativa, a escola pediu desculpas. Veja na íntegra:

 

A direção do Colégio Adventista de Gurupi esclarece que é contrário a todo e qualquer tipo de discriminação racial.

O Colégio ressalta que o projeto pedagógico do Dia da Consciência Negra, realizado com as turmas do 4º e 5º ano, teve como objetivo valorizar a cultura negra e afrodescendente na escola e fora dela assim como promover a reflexão e resgate da identidade negra.

O Colégio incentivou os estudantes a celebrarem de forma livre esse importante dia com respeito e admiração pelas pessoas. Em nenhum momento, os estudantes foram pintados ou estimulados a pintarem o rosto. O Colégio pede desculpas pela situação que se criou e se compromete a proporcionar mais momentos com discussão sobre o tema.

Com isso, a ideia é contribuir para promoção de uma sociedade cada vez mais libre de preconceitos.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade