UAI
Publicidade

Estado de Minas DESCOBERTA

Nova espécie de dinossauro brasileira é banguela e tem nome de realeza

Todo o processo para registrar a espécie demorou sete anos. A descoberta foi publicada em um artigo na revista Nature


18/11/2021 16:48 - atualizado 18/11/2021 17:22

 Berthasaura Leopoldinae
Chamada de Berthasaura Leopoldinae, o fóssil foi encontrado em um trecho rural do município de Cruzeiro do Oeste, no Paraná (foto: UFRJ/ divulgação )

O Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) anunciou, nesta quinta-feira (18/11), a descoberta de uma nova espécie de dinossauro brasileira. Todo o processo para registrar a espécie demorou sete anos. A descoberta foi publicada em um artigo na revista Nature.
Chamada de Berthasaura Leopoldinae, o fóssil foi encontrado em um trecho rural do município de Cruzeiro do Oeste, no Paraná. As escavações ocorreram entre 2011 e 2014. O nome é uma homenagem a Bertha Lutz, pesquisadora brasileira, à imperatriz Maria Leopoldina e à escola de samba Imperatriz Leopoldinense.

Imagem de fóssil dinossauro
Fóssil dinossauro (foto: Divulgação/Museu Nacional)

A espécie viveu no Brasil entre 70 e 80 milhões de anos atrás, de acordo com estimativas dos pesquisadores.

Berthasaura Leopoldinae chamou atenção dos pesquisadores por ser a primeira espécie edêntula da América do Sul, isso quer dizer que ela não tem dentes. Por isso, os pesquisadores ainda não sabem dizer como ela se alimentava, mas presumem que ela possa ter sido herbívoro ou onívoro. 

A espécie tinha por volta de 1 metro de cumprimento e 80 cm de altura. Os dados foram obtidos devido a boa conservação da ossada.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade