UAI
Publicidade

Estado de Minas OPERAÇÃO MALIBU

Porsche de R$ 450 mil é apreendido e pai de PM agiota é preso

A operação prendeu sete integrantes da organização criminosa, incluindo o irmão do PM, o empresário Tiago Fernandes da Silva, e o pai deles, Djair Baia da Silva


16/11/2021 19:29

PM
Sargento da PM preso por agiotagem atuava há pelo menos 15 anos (foto: Reprodução/redes sociais )
Na tarde desta terça-feira (16/11), agentes da Coordenação de Repressão a Crimes Patrimoniais (Corpatri) apreenderam a terceira Porsche em nome da família do sargento da Polícia Militar do Distrito Federal Ronie Peter Fernandes da Silva, preso por chefiar um esquema milionário de agiotagem. A operação prendeu sete integrantes da organização criminosa, incluindo o irmão do PM, o empresário Tiago Fernandes da Silva, e o pai deles, Djair Baia da Silva.

O Correio apurou que o carro de luxo, avaliado em R$ 450 mil, de ano 2017/2018, está registrado no nome de Djair e foi apreendido em Samambaia. Além dos irmãos, também foram presos quatro operadores financeiros do grupo, responsáveis pela sequência de transações e saques em contas de empresas de fachada. Um suspeito está foragido. Três deles também eram responsáveis pela ocultação dos valores da agiotagem, cedendo os nomes para o registro dos veículos de luxo, que pertenciam ao líder da organização criminosa.
 
Carro
Carro de luxo estava na casa do pai dos acusados, em Samambaia (foto: PCDF/Divulgação)
 

A quadrilha era chefiada pelo sargento e, segundo as investigações, os acusados usavam três empresas de fachada: uma clínica estética, uma lanchonete de fast food e um mercado da família dos acusados. "As empresas funcionavam como mecanismo de dissimulação, trabalhavam com a operação de uma série de contas bancárias para trazer aparência de limpo para o dinheiro", explicou o delegado Fernando Cocito. Nos últimos seis meses, as empresas movimentaram pelo menos R$ 8 milhões.

Em dois anos, o grupo adquiriu oito veículos da marca Porsche, cada um com valor aproximado de R$ 1 milhão. Durante a operação, três veículos da marca Porsche e um veículo BMW/X4 foram apreendidos. Os carros estão avaliados em R$3 milhões. Também foram bloqueadas sete contas bancárias, de pessoas físicas e jurídicas, com o bloqueio e sequestro de R$ 8 milhões.

Pornografia

O filho de Ronie Peter foi um dos investigados na operação Bad Boys, da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires), por compartilhar e armazenar conteúdos de pornografia infantil. Em 4 de novembro, os agentes cumpriram mandados de busca e apreensão em residências de jovens de classe média alta.

Segundo as investigações da época, o filho de Ronie, João Victor Fernandes da Silva Mendes, integrava um grupo de Whatsapp onde, ao menos um deles, compartilhou, pelo menos, 28 arquivos pedopornográficos (de pornografia infantil). A existência do grupo foi descoberta em uma outra operação da 38ª DP, deflagrada para apurar um acidente de trânsito ocorrido em 13 de maio de 2021, no qual um Audi, com o motorista e dois passageiros, invadiu uma serralheria situada na Rua 10 de Vicente Pires.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade