UAI
Publicidade

Estado de Minas VIAGENS

Tempo de espera por visto dos EUA pode chegar a até sete meses

Paralisação dos serviços durante a pandemia causa demora no atendimento na embaixada e consulados norte-americanos no Brasil


28/10/2021 18:55

Página de passaporte com visto americano e carimbos
Estados Unidos vão reabrir as fronteiras a partir de 8 de novembro (foto: Carlos Severo/ Fotos Públicas)
Quem estiver planejando viajar aos Estados Unidos pela primeira vez deve tratar de obter o visto antes de comprar a passagem. Com o represamento dos serviços em decorrência da pandemia, o tempo de espera médio para o agendamento da entrevista para o primeiro visto é de cerca de sete meses – ou seja, maio de 2022. Já aqueles que precisam agendar a renovação, hoje, esta ocorreria em torno de março de 2022. 

“As filas estão bastante longas, mas faremos o possível para ampliar o serviço e aumentar as vagas. O conselho é para que as pessoas que agendarem consultem regularmente o site para verificar se há possibilidade de antecipação”, esclarece Antonio Agnone, chefe da Seção Consular da Embaixada dos Estados Unidos em Brasília. 

Com a reabertura das fronteiras dos Estados Unidos a partir de 8 de novembro, a embaixada norte-americana em Brasília também está retomando na mesma data o serviço de  emissão e renovação de vistos para brasileiros.  “Aqueles que têm vistos ativos, podem começar a viajar, mas com atenção para as novas regras”, afirma Agnone.

Para ingressar nos Estados Unidos as pessoas precisam comprovar o ciclo completo de imunização – duas doses ou dose única, a depender da vacina – de qualquer imunizante aprovado pela Organização Mundial de Saúde (OMS): CoronaVac, Pfizer/BioNTech, AstraZeneca, Janssen, Moderna e Sinopharm.

Também será exigido o teste de detecção da doença antes do embarque. Antonio Agnone lembra que, os certificados da vacinação podem ser apresentados em meio físico (papel) ou eletrônico, com a facilidade de emitir, pelo aplicativo ConecteSUS o comprovante da vacinação em português, mas em inglês e em espanhol.

“Não serão aceitos comprovantes daqueles que foram vacinados com imunizantes diferentes entre a primeira e a segunda aplicação”, afirma Agnone.  Os procedimentos de verificação da condição de cada passageiro serão feitos pelas próprias companhias aéreas, no momento do embarque. 

Como o consulado dos Estados Unidos em Belo Horizonte não trabalha mais com a emissão de vistos desde setembro de 2020, os belo-horizontinos que precisam emitir pela primeira ou renovar os vistos devem encaminhar a documentação para os Centros de Atendimento aos Solicitantes de Vistos (Casvs) de Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Recife ou Porto Alegre, podendo nesse caso, indicar um despachante para levar a documentação na data do agendamento. Mas, se for o primeiro visto, o requerente deve ir pessoalmente na data indicada pelo sistema, no ato da solicitação do visto online. 

Para quem está renovando o visto, são condições de elegibilidade que dispensam a entrevista pessoal, possibilitando que um despachante encaminhe a documentação na data agendada: ter cidadania brasileira ou residência permanente no Brasil; ter um visto americano expirado há menos de 48 meses; não ter tido o visto anterior perdido, roubado, cancelado ou revogado; não ter tido a última solicitação de visto recusada; nunca ter tido prisão ou condenação, deportação ou entrada nos Estados Unidos negada. 

Serviço 

Preenchimento do formulário DS 160 (site US Department State, Consular Eletronic Application Center - ( www.ceac.state.gov/genniv/ )

Pagamento da taxa consular. Para os vistos de turismo, é de US$ 160 

Agendamento nos Centros de Atendimento aos Solicitantes de Vistos (Casvs) de Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Recife ou Porto Alegre para a entrevista (se primeiro visto) ou para a entrega da documentação e obtenção do visto. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade