Publicidade

Estado de Minas AMPLIAÇÃO

Butantan pede à Anvisa para aplicar Coronavac em crianças e adolescentes

A agência respondeu que a ampliação deve ser feita após estudos que demonstrem segurança e eficácia - e esses testes podem ser feitos no Brasil


30/07/2021 21:59 - atualizado 31/07/2021 15:25

Butantan quer incluir crianças e adolescentes entre 3 e 17 anos na bula da vacina(foto: Governo do Estado de São Paulo/Divulgação)
Butantan quer incluir crianças e adolescentes entre 3 e 17 anos na bula da vacina (foto: Governo do Estado de São Paulo/Divulgação)
O Butantan solicitou à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorização para ampliar a faixa etária de indicação da vacina Coronavac. Segundo a agência reguladora, o Butantan quer incluir o público de crianças e adolescentes entre 3 e 17 anos na bula da vacina contra a COVID-19.

O imunizante está autorizado para uso emergencial no Brasil para pessoas com mais de 18 anos desde o dia 17 de janeiro. "A solicitação de ampliação de uso da vacina, ou seja, a inclusão de uma nova faixa etária, deve ser feita pelo laboratório responsável pela vacina. Para incluir novos públicos na bula, o laboratório precisa conduzir estudos que demonstrem a relação de segurança e eficácia para determinada faixa etária. Esses estudos podem ser conduzidos no Brasil ou em outros países", esclarece a Anvisa em nota, acrescentando que, no caso da Coronavac, os estudos foram conduzidos fora do Brasil.

A única vacina para covid aprovada para menores de 18 anos no Brasil é da Pfizer, que tem indicação para uso a partir de 12 anos de idade. Segundo a Anvisa, o laboratório Janssen já recebeu autorização para realizar estudos da aplicação de sua vacina com menores de 18 anos e os estudos estão sendo conduzidos pelo laboratório.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade