Publicidade

Estado de Minas VÍDEO

Médica é flagrada em festa com 1.500 pessoas e ofende repórteres; veja

Segundo os policiais que interromperam a festa clandestina, cada participante do evento desembolsou até R$ 18 mil para participar


20/07/2021 17:03 - atualizado 20/07/2021 17:11

A mulher, que se diz médica, foi flagrada pela equipe de reportagem na festa e partiu para o ataque(foto: Record/ reprodução )
A mulher, que se diz médica, foi flagrada pela equipe de reportagem na festa e partiu para o ataque (foto: Record/ reprodução )

Uma equipe de repórteres do programa Balanço Geral, da TV Record, foi atacada por uma mulher em uma festa clandestina, em São Paulo, na madrugada dessa segunda-feira (19/7). 

A mulher, que se diz médica, foi flagrada pela equipe de reportagem na festa e partiu para o ataque. "Eu não vou nem falar com vocês. Você para mim não vale nada. Câmera para mim não vale nada", disse. "Eu, como médica e vacinada, vou para onde eu quiser", continuou. 
Ela disse que trabalha no Hospital Geral do Grajaú, mas a Secretaria de Saúde de São Paulo disse que ela não faz mais parte do corpo clínico da instituição desde 2020.



A festa foi interrompida pela Força-Tarefa de São Paulo e tinha mais de 1.500 pessoas. Segundo os policiais, cada participante do evento desembolsou até R$ 18 mil para participar.

Outro caso

Neste mês, em uma outra festa clandestina em São Paulo, a influenciadora digital Liziane Gutierrez hostilizou os policiais com frases como "vão tomar no *" e "vai para a favela".


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade