Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

CEO diz que Pfizer pode produzir vacina contra cepa resistente em 100 dias

O executivo-chefe da Pfizer, Albert Bourla, disse que nenhuma das variantes do vírus surgidas até agora é resistente à vacina


08/06/2021 13:50 - atualizado 08/06/2021 15:50

(foto: AFP)
(foto: AFP)

O executivo-chefe da Pfizer, Albert Bourla, afirmou nesta terça-feira, 8, que a empresa dará 2 bilhões de doses de vacina contra a COVID-19 para os países mais pobres do mundo, em 2021 e 2022, sendo 1 bilhão delas a cada ano. A declaração foi dada durante o evento virtual da GZERO Media.

Em sua fala, Bourla comentou que a Pfizer só não consegue produzir ainda mais vacinas por causa da falta de matéria-prima disponível. Segundo ele, a empresa elevou sua capacidade "de modo dramático" para conseguir atender à forte demanda por esse imunizante.

Bourla ainda disse que nenhuma das variantes do vírus surgidas até agora é resistente à vacina. Segundo ele, pode ocorrer de uma cepa futura seja resistente e é preciso estar preparado para essa eventualidade. O executivo disse que a empresa tem a capacidade de produzir uma nova versão da vacina resistente a uma nova cepa eventual em 100 dias, se necessário.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade